Pesquisa: Projeção Astral e Viagem Astral

Uma Nova Pesquisa

Estava curioso quanto ao emprego dos termos para designar as experiências fora do corpo mundo afora. Hoje em dia, com o Google a nossa disposição, é tudo muito fácil. Então pus mãos à obra e, após algumas horas de trabalho (bem… não foi tão rápido assim…), tinha todos os dados que desejava nas mãos. Resolvi então escrever esse post para contar o que descobri.

Pergunta: Quais são os termos mais empregados para designar as experiências fora do corpo?

Dentre as dezenas de termos possíveis, “projeção astral” vem disparado em primeiro lugar, seguido de longe por “viagem astral”, isto é, considerando a tradução para os diversos idiomas. Por exemplo, em inglês, os termos seriam “astral projection” e “astral travel”.

Pergunta: Quais são as incidências desses termos nos principais idiomas?

Para responder a essa questão, consultei a relação dos principais idiomas do mundo e a relação dos países mais presentes na Internet e mesclei-os chegando a uma relação de 10 idiomas. Depois, traduzi os termos , “projeção astral”  e “viagem astral” para cada idioma (no Tradutor do Google, naturalmente) e pesquisei quantos resultados apareciam na busca do Google. Tive que usar alguns procedimentos, como por exemplo, usar os recursos de busca avançada para poder filtrar alguns resultados. O resultado final está compilado nos infográficos apresentados a seguir.

Infográfico Pesquisa Sobre os termos Projeção Astral e Viagem Astral

Incidência dos termos Projeção Astral e Viagem Astral na Internet

Conclusões

Como era de se esperar, o inglês é de longe o idioma em que mais surgem ocorrências. O Chinês, por outro lado, ainda está muito longe de ser significativo. Algo que para mim não foi surpresa, foi constatar que o português está em segundo lugar em número de ocorrências. Isso reflete o que ocorre no Brasil: existe muito mais interesse por esse assunto aqui do que nos demais países. E qual seria a razão disso? O sincretismo brasileiro? Uma geração de brasileiros dedicados ao assunto? Eu aposto nos dois.

São em inglês a maior parte das ocorrências – 72% – sendo que todos os outros idiomas junto perfazem 28%.

Para finalizar, pode-se observar que em Hindi (idioma oficial da Índia) são pouquíssimas as ocorrências desses termos. É possível que existam outros termos mais apropriados para designar as experiências fora do corpo nesse idioma. Será que você amigo (a) que lê esse post tem alguma sugestão sobre que termos poderiam ser esses?

Observação

O acréscimo de mais termos a pesquisa pode alterar um pouco os números, mas não creio que altere a classificação dos idiomas. Em todo caso, se alguém quiser tentar, sinta-se a vontade.

Para saber mais – Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Repercussão Extrafísica

Fronteira Astral

Um Portal na Dimensão Astral

No dia 27 de setembro publiquei mais um Boletim em meu site Metaconsciência sobre os 25 anos do livro Projeciologia. Não cheguei a fazer qualquer divulgação. Fui dormir nesse dia relativamente cedo, por volta das 23 horas. No dia seguinte, despertei pouco antes das 7 da manhã e voltei a dormir.

Tive então uma rápida projeção. Quando dei por mim, estava diante de uma pessoa conhecida mas que não via há muitos anos. De alguma forma ela soube, por meio do artigo que eu acabara de escrever, que eu havia trabalhado com o Waldo Vieira e ficou questionando-me sobre isso. Queria saber detalhes sobre o trabalho que eu havia feito com ele. Tentei satisfazer sua curiosidade, mas, levei a conversa para outro lado, afirmando que isso fora há muito tempo e perguntei-lhe se ela conhecia outras pessoas que, como Waldo, desenvolvem atividades em torno da projeção consciente. Despertei momentos depois. Havia passado 30 minutos desde que adormecera.

Então as coisas acontecem assim: tudo o que fazemos aqui na dimensão intrafísica reflete na dimensão extrafísica em maior ou menor grau e vice versa. Certas coisas podem gerar mais repercussão do que podemos imaginar, afetando um número desconhecido de consciências em todas as dimensões. Por isso devemos sempre refletir naquilo o que fazemos para não criarmos problemas desnecessários para nós mesmos.

Para saber mais – Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Novo Filme Aborda a Viagem Astral

De tempos em tempos aparece algum filme abordando, ainda que de forma tosca, as experiências fora do Corpo, tal como John Dies at the End.

Sinopse:

Nas ruas ela é conhecida como Soy Sauce (Molho de Soja). É uma droga que promete uma experiência fora do corpo a cada uso, transportando seus usuários atráves do espaço e do tempo. Contudo, (sempre tem um contudo), alguns que voltam da viagem não são mais humanos! De repente, uma invasão silenciosa de outro mundo está em andamento e a humanidade precisa de um herói, mas ao invés disso tem que contar com John e David, dois sujeitos que largaram a faculdade e que mal conseguem manter seus empregos. Poderão esses dois salvar a humanidade do horror que se aproxima? Talvez não, pois John morre no final !

A História

John Dies at the End é um romance de horror cômico escrito por Jason Pargin (escrito sob o pseudônimo de David Wong) que foi publicado pela primeira vez on-line como um começo webserial em 2001. Para saber mais:  Wikipedia

A obra original ainda pode ser encontrada gratuitamente na Internet: Obra

O trailer também pode ser assistido diretamente no Youtube.

Para saber mais – Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

25 Anos do Livro Projeciologia

Livro Projeciologia

25 anos do Livro Projeciologia

Esse ano, mais precisamente, em 31 de janeiro, o livro Projeciologia  – Panorama das Experiências Fora do Corpo – completou 25 anos de publicação.

A 1ª Edição do livro, lançada em 1986, foi integralmente financiada pelo próprio autor, Waldo Vieira, pois, com 928 páginas, seu custo era muito elevado e, no Brasil, por questões culturais, a publicação de livros e o consumo literário eram muito limitados, mesmo quando comparado a outros países da América Latina. Trata-se de um quadro que, diga-se de passagem, pouco mudou ao longo desses 25 anos. A fim de dar ampla divulgação do livro, essa primeira edição foi integralmente doada pelo autor para bibliotecas e pesquisadores de todo o mundo. Também receberam exemplares colaboradores de Vieira, assim como alunos de seus cursos e pessoas interessadas no assunto.

Minha intenção era escrever algo sobre esse livro na ocasião do 25 aniversário (31 de janeiro), mas, devido aos compromissos do dia a dia, somente agora pude fazer isso. Escrevi um artigo sobre o assunto e publiquei-o no Boletim Metaconsciência Número 5, pois, seu tamanho e estrutura seriam grandes demais para serem apropriadamente postados em Fronteira Astral.

Alguns dados sobre a primeira edição do livro, descritos no meu artigo:

-17 capítulos

-475 minicapítulos

-160 minicapítulos dedicados a esmiuçar o ciclo projetivo

-26 mil exemplares doados ou comercializados ao longo de 25 anos

-Uma comparação entre a 1ª e a 10ª edições – o que mudou

Três motivos levaram-me a escrever esse artigo, conforme descrevo a seguir.

Em primeiro lugar, trata-se de uma homenagem e ao mesmo tempo uma divulgação desse livro, dos mais importantes para quem deseja pesquisar mais seriamente a viagem astral ou EFCs.

Em segundo lugar, apesar da Internet e de uma porção de instituições conscienciológicas praticamente não existe nada, nenhum artigo disponível que descreva esse livro, sua história ou seu conteúdo. Considerando sua importância e, seu custo relativamente elevado, acredito ser importante, portanto, que alguém disponibiliza-se uma análise desse tipo. Incumbi-me então dessa tarefa.

Em terceiro lugar, para finalizar, eu precisava escrever esse artigo para que servisse de apresentação, como uma introdução, para um outro artigo, mais importante, que é uma análise mais detalhada sobre o conteúdo do livro e que vou publicar brevemente em mais um Boletim.

Para saber mais – Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Um Decodificador Neural

Berkeley's 4T fMRI scanner.

Scanner fMRI da Univerdidade da California – Berkeley. No detalhe uma imagem captada pelo equipamento mostrando as áreas do cérebro ativadas.

Saber o que uma pessoa está pensando é coisa de filme de ficção científica… até agora. Foi anunciado na semana passada que, por meio da combinação de imagens de ressonância magnética funcional (fMRI) do cérebro com a detecção de padrões por meio de software, uma equipe de cientistas da Universidade da Califórnia liderada pelos pesquisadores Shinji Nishimoto e Jack Gallant, criaram um “decodificador neural”, um sistema que possibilita reconstruir um filme (ainda de forma tosca) assistido por uma pessoa.

Para realizar essa façanha, os pesquisadores empregaram um modelo computacional que cruzou as imagens exibidas com o mapeamento da atividade cerebral de voluntários enquanto eles assistiam a clipes curtos de diversos filmes. Assista aos vídeos e leia os comentários que explicam com mais detalhes como foi feito:

Vídeo 1    Vídeo 2    Mais informações

No últimos anos, os padrões na atividade cerebral têm sido utilizados para predizer com sucesso que as pessoas estão olhando para as imagens, a sua localização em um ambiente virtual ou uma decisão que elas estão prestes a tomar. Os resultados obtidos Nishimoto e Gallant mostram que os pesquisadores podem agora recriar imagens em movimento vistas pelas pessoas e até mesmo fazer suposições sobre qual evento está sendo lembrado por elas.

Essa realização é apenas mais um passo em direção a sistemas que, no futuro, poderão mostrar com precisão o que uma pessoa vê, sente ou pensa. Essa tecnologia terá diversas aplicações.

Mas, afinal, o que isso tem a haver com viagens astrais? Imagine que, no futuro (ainda distante), será possível analisar os padrões cerebrais de uma pessoa enquanto ela dorme e saber o que ela está “vendo” durante um sonho ou durante uma experiência fora do corpo.

Para saber mais – Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Viagem Astral e EQM

Detalhe de “Ascent of the Blessed” de Hieronymus Bosch (1450–1516)

Viagem Astral e EQM. A Experiência de Quase Morte – EQM – Foi o tema do Globo Reporter de 16 de outubro. A EQM ou NDE – Near Dead Experience  – é um fenômeno conhecido a séculos e que, até a década de 1970, era encarado como meras alucinações.

Uma EQM ocorre quando uma pessoa passa durante alguns momentos pela morte clínica, caracterizada pelas paradas dos batimentos cardíacos e da respiração. Essa condição pode ser provocada por quedas, traumatismos, choques, afogamento, hemorragia, disfunção cardíaca, etc. Durante os breves momentos em que a pessoa é dada como morta, muitas vezes, mas não sempre, elas se veem caminhando por um túnel e chegando a um local onde percebem a presença de outras pessoas. Muitas vezes também vêem suas vidas desfilarem ante seus olhos e frequentemente são assistidas durante essa experiência por uma entidade. A maioria das pessoas descreve a experiência como boa e, uma minoria, como perturbadora e ruim.

Na década de 1970 Raymond Moody, um respeitado médico americano interessou-se pelo fenômeno, estudando-o anos a fio, até publicar o livro Life After Life (Vida após a Vida) onde descrevia seus melhores casos. Com a publicação de seu livro o tema passou a ser encarado com mais atenção pela ciência e, consequentemente, muitos pesquisadores, individualmente ou em grupos (instituições) também passaram a pesquisar o assunto.

Durante a EQM, a pessoa passa por uma viagem astral, pois os laços energéticos que ligam seu psicossoma (o corpo espiritual) ao corpo físico ficam bastante enfraquecidos, a ponto do corpo da pessoa morrer de fato. Por isso, muitas vezes, a pessoa é advertida por alguém que deve voltar ao corpo antes que seja tarde demais.

São conhecidos casos de pessoas que tiveram a oportunidade de escolher se desejavam que seus corpos morressem ou se desejavam voltar. Um outro dado importante é que, não raro, as pessoas que passaram por EQM mudam radicalmente a forma como encaram a vida.

No Globo Repórter foram apresentados vários depoimentos de pessoas que passaram pela EQM. Os links para os relatos (inclusive vídeos) estão relacionados a seguir.

O ponto mais interessante do programa, ao meu ver, é a pesquisa internacional, a mais ampla do gênero realizada, e que está sendo conduzida em 7 países a fim de tentar demonstrar se a EQM é de fato uma experiência extracorporal da consciência. Cerca de 30 centros de pesquisa vão tentar verificar isso dispondo nas salas de emergência anteparos que contem imagens que somente podem ser vistas se o observador estiver na altura do teto dessas salas. A ideia e que uma pessoa que passe por uma EQM em um desses locais poderá, eventualmente, observar essas imagens e depois descrevê-las para os pesquisadores. No Brasil essa pesquisa é coordenada pelo cirurgião cardiovascular Leonardo Miana.

Links para as entrevistas apresentadas no Globo Reporter

Brasileiros que quase morreram contam ter visto luzes e até Jesus

Médicos dão teorias para explicar Experiências de Quase Morte

Moradores dizem que previram tragédia que matou 29 em SC este ano

Professor que voltou de parada cardíaca muda estilo de vida

Menina ressuscitada em hospital reconhece médico que a salvou

Ator de filme do Walter Salles diz que ouviu ‘chamado para voltar’ em coma

Para saber mais – Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Blogs sobre Viagem Astral

Viagem Astral

Blogs sobre Viagem Astral

Quantos blogs sobre Experiências Fora do Corpo existem na Internet Brasileira? Ou ainda, quantos em língua portuguesa? Após ter criado esse blog, fiquei curioso para saber isso.

Comecei então um levantamento ha alguns dias e encerrei a pesquisa hoje. Eu imaginava que deveria haver centenas de blogs sobre o assunto, mas, para minha surpresa, o número revelou ser bem mais modesto.

Constatei a existência de 26 blogs exclusivamente dedicados a EFCs que apresentam-se sob diversas denominações: Viagem Astral, Sonho Lúcido, Projeção Consciente, Desdobramento, etc. Desses, 16 estão ativos, com posts recentes e 11 estão inativos, onde os posts mais recentes foram publicados entre 2008 e início de 2011.

Naturalmente existem centenas de outros blogs que fizeram publicações pontuais sobre EFCs, assim como outros que até colocam o termo viagem astral na sua identificação, mas que fazem um mix com magia, astrologia, cristais, etc.

Para ver a relação de blogs que identifiquei, acesse a página de pesquisa.

Para saber mais – Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Mais sobre os Cátaros

Mais sobre os Cátaros. Os leitores do Post anterior onde citava os Cátaros talvez não tenham entendido porque o trabalho assistencial realizado por meu amigo estava relacionado com minha EFC. Cabem então alguns esclarecimentos.

Meu primeiro contato com os Cátaros ocorreu nos anos 90 por meio da leitura do livro “Os Cátaros e a Reencarnação” de Arthur Guirdham. Em 1999, esse mesmo amigo que realizou o trabalho assistencial a poucos dias, apresentou-me uma pessoa de sua relação, um Juiz de Direito que reside em Brasília e que, anos antes, fizera uma viagem ao sul da França para visitar os lugares onde os Cátaros viveram. Ele mostrou-me vários livros sobre esse povo que adquira naquela região. Um desses livros, descrevendo castelos e personagens daquela época, despertou-me a atenção e a leitura de algumas páginas causou-me particular curiosidade quanto a um castelo e a um personagem em particular.

Com o passar dos anos, eu viria a descobrir que, de fato, eu, assim como vários amigos e pessoas conhecidas teríamos vivido naquela região e vivenciado vários episódios registrados na história relacionados aos Cátaros. Isso explica, portanto, o interesse desse amigo pelo assunto e como a realização do trabalho espiritualista acabou repercutindo em mim. Estamos interligados por conta dos mesmos episódios do passado.

A última experiência que vivenciei, relacionada a esse povo, ocorreu poucos dias atrás. Provavelmente, foi mais uma repercussão decorrente do trabalho assintencial realizado no início do mês. Na madrugada de 26 de agosto passei por várias experiências extrafísicas. Por volta de 3 horas da manhã despertei, mudei de posição na cama e adormeci por breves momentos, acordando novamente em seguida. Nesse ínterim, passei pela experiência descrita a seguir.

Eu estava numa sala que parecia ser um local de estudos. Junto a uma parede havia uma estante de madeira envelhecida. Caminhei até a estante e rapidamente peguei um livro pequeno, com capa azul que ali estava depositado. Rapidamente o abri e folhei-o, passando por várias páginas. Aquele livro, senti, eu já conhecia de algum lugar. Conforme folheava o livro, observava as imagens gravadas nas páginas. Não havia texto, somente imagens, mas, conforme eu as olhava, a história referente aquele capítulo do livro vinha a minha mente. As imagens, como que pintadas com um traço rápido, um pouco tremidas, eram estáticas. Todas tinham como característica o predomínio de tons de azul, tal como a capa do livro.

O livro tratava das inúmeras aventuras de um jovem casal e passava-se na idade média, provavelmente no período final dessa era. Esse casal havia entrado numa fase de suas vidas repleta de viagens e de muitas aventuras. Cada capítulo referia-se a uma dessas aventuras.

Ao despertar, minha primeira surpresa foi como tudo aquilo acontecera em apenas poucos minutos de sono. Fenômenos de compressão de tempo são comuns em EFCs. Em seguida surgiu-me a impressão de que esse livro relate, na realidade, uma de minhas existências passadas. Com base em experiências projetivas anteriores, o insistente predomínio do azul no livro, para mim, indica uma conexão com os Cátaros. Agora pretendo acessar esse livro mais vezes para continuar a ler seus capítulos até poder transcrevê-lo completamente e, quem sabe, até publicá-lo.

Para saber mais – Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Mais uma EFC Comprovada

Pierre volitando sobre Carcassone

Mais uma EFC comprovada. Na noite do dia 7 de agosto comprovei mais uma EFC, passando pela experiência descrita a seguir. Estava na companhia de duas outras pessoas num thriller que mesclava terror e ficção científica. Estávamos num prédio abandonado e na penumbra. Eu sabia que, no andar superior, estavam os corpos de dois homens que haviam sido decapitados. Uma criatura, algo que para mim era uma espécie de alienígena, era a responsável por isso. A aparência dessa criatura, eu sabia, era medonha. Sem tê-la visto, eu sabia que ela era bípede, da altura de um homem e que tinha uma pele na forma de carapaça de caranguejo, dura e cinzenta, com uma cabeça na forma de bola de futebol americano deitada. No lugar das mãos ele tinha garras como às de um caranguejo. Em dado momento “vi” os dois sujeitos cujas cabeças foram cortadas, com um forte jorro de uma densa massa avermelhada que fazia às vezes de sangue e que saia em abundância de seus pescoços. Tudo aquilo parecia como um filme que eu já havia visto, então, eu sabia de tudo o que se passou e o que se passaria por esse motivo. Em dado momento, a criatura aproximou-se da porta da sala do andar onde estávamos. Percebi sua sombra e sabia que não seria bom encará-la de frente. Quando ela finalmente ia entrar na sala houve um corte na cena e me vi num outro local, como se houvesse despertado daquele sonho. Encerro esse relato nesse ponto, pois, a partir daí, os eventos tomaram outro rumo.

Dias antes dessa experiência, mais precisamente, em 27 de julho, um amigo solicitou-me alguns de meus arquivos acerca dos Cátaros (1), pois ele iria participar de um trabalho em uma instituição espiritualista na qual trabalha, em benefício das consciências ligadas aos episódios envolvendo esse povo.

No dia 9 de agosto, esse amigo ligou-me para contar algo do que se passara durante o trabalho assistencial, realizado na instituição no dia anterior. Foram atendidas muitas consciências extrafísicas em graus variados de perturbação, inclusive algumas que aparentavam ser cavaleiros sem cabeça, um dano causado em seus corpos espirituais aparentemente por terem eles cortado a cabeça de muitos cátaros (2). O trabalho foi intenso e certamente deve ter auxiliado a várias consciências que a séculos padecem em função dos crimes cometidos a quase 800 anos.

A princípio, não notei que o relato de meu amigo tinha vários detalhes semelhantes ao episódio que eu vivenciara no dia 7, na véspera do trabalho, em especial para a questão de um conflito que resultou em pessoas com as cabeças decepadas por alguém. Somente alguns dias depois, quando tive tempo de registrar a experiência acima é que me dei conta dos pontos em comum.

Para mim, essa foi mais uma comprovação de que as experiências fora do corpo são reais e que por meio delas podemos travar contato com outras realidades, ter acesso a informações de forma privilegiada e trazê-las para a dimensão intrafísica onde, eventualmente, podemos usá-las de forma proveitosa.

Notas:

(1) Cátaros: Literalmente, “Os Puros”. Denominação dada a uma população que viveu no sul-sudoeste da França entre os séculos XI e XIII. Os Cátaros eram considerados hereges pela Igreja Católica por cultivarem crenças diversas as impostas na época, tais como a reencarnação. Para perseguir e eliminar os Cátaros, a Igreja criou a Inquisição e mobilizou um vasto exército na forma de uma cruzada. A “Cruzada Albigense” realizada entre os anos de 1209 e 1244, de forma brutal e definitiva, eliminou completamente os Cátaros e praticamente todas as referências a eles.

(2) Não raro, pessoas que realizam atos de crueldade acabam fixando sua mente nos episódios do qual foram protagonistas de tal forma que, após a morte do corpo físico, essas idéias fixas acabam por deformar seus corpos extrafísicos, assumindo formas por vezes mutiladas ou deformadas, permanecendo por longo tempo nessa condição.

(3) Carcassone (foto acima), no sul da França, era uma das principais cidades do antigo “País Cátaro”. Restaurada no século XIX, é hoje maior castelo medieval existente na Europa. Tirei essa foto em 2007 quando visitei a cidade. Quanto ao Pierre, naturalmente apareceu na foto por obra e graça dos recursos do Photoshop.

Para saber mais – Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

VII Encontro PSI

Será realizado nos dias 17 e 18 de agosto o VII Encontro Psi: Pesquisa Psi e Psicologia Anomalística. O evento é promovido pelo Centro Integrado de Pesquisa Experimental (CIPE) das Faculdades Integradas Espírita e pela International Society of Life Information Science (Japão). O encontro será na cidade de Curitiba, PR.

Nesta sétima edição pesquisadores da Alemanha, Argentina, Brasil, EUA, Inglaterra, Japão, Rússia e Suécia estarão mostrando seus últimos estudos sobre fenômenos de percepção extrassensorial e ação direta da mente sobre sistemas biológicos e físicos; medidas biofísicas das supostas curas psíquicas; experiências de estados e excepcionais da mente, incluindo medidas neurofisiológicas; alegadas experiências fora-do-corpo; experiências próximas da morte e as experiências místicas ou espirituais, entre outros temas.

Paralelamente ao VII Encontro, serão realizados na mesma semana em Curitiba dois outros eventos:

-A VI Jornada de Estados Modificados de Consciência, nos dias 16, 17, 21 e 22 de Agosto

-54th Annual Convention of the Parapsychological Association

Saiba Mais:

VII Encontro Psi:

http://www.faculdadeespirita.com.br:80/cipe/11_ind.htm

VI Jornada de Estados Modificados de Consciência:

http://www.faculdadeespirita.com.br/cipe/20_JEMC.htm

4th Annual Convention of the Parapsychological Association:

http://parapsych.org/section/22/2011_convention.aspx

Para saber mais – Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos