Psicossoma

Experiência Fora do Corpo 5

Do grego ψυχή (psykhé), σομα (soma), psicossoma significa alma, espírito, intelecto. Originalmente, o termo exprime o conceito aristotélico de unidade hilemórfica , ou seja, o homem é constituído pela matéria, que é representada pelo corpo e pela forma, representada pela alma.

O psicossoma também recebe uma série de outras denominações, tais como: Kâma Rupa (em sânscrito: kama = desejo; rupa = corpo), corpo de desejos, corpo emocional, corpo astral, perispírito (definição do Espiritismo), invólucro espiritual, Ka (Egito antigo), segundo corpo (parapsicologia), MOB – Modelo Organizador Biológico, etc.

No livro Evolução em Dois Mundos, de autoria de André Luiz e psicografado por Chico Xavier o termo psicossoma é empregado para descrever o corpo espiritual da consciência. Segundo André Luiz, o corpo espiritual ou psicossoma é a sede de centros vitais que a ciência humana, por enquanto, não pode perquirir e reconhecer. Ainda segundo esse espírito, “Nele possuímos todo o equipamento de recursos automáticos que governam os bilhões de entidades microscópicas a serviço da Inteligência, nos círculos de ação em que nos demoramos, recursos esses adquiridos vagarosamente pelo ser, em milênios e milênios de esforço e recapitulação, nos múltiplos setores da evolução anímica”.

Portanto, o psicossoma é o corpo que empregamos para nos manifestar na dimensão extrafísica. Usam esse corpo as consciências extrafísicas e nós quando nos projetamos para fora do corpo, durante uma projeção, consciente ou não.

Esse não é o único “corpo espiritual” que possuímos. Existem outros mais além do psicossoma: o energossoma (mais conhecido como duplo etérico), o mentalsoma (corpo mental) e possivelmente outros mais. Esse conjunto de corpos é chamado holossoma.*

Mas do que é feito o psicossoma? Ainda segundo André Luiz, em Mecanismos da Mediunidade, Capítulo 4 – Matéria Mental: “Temos, ainda aqui (na dimensão extrafísica), as formações corpusculares, com bases nos sistemas atômicos em diferentes condições vibratórias, considerando os átomos, tanto no plano físico, quanto no plano mental, como associações de cargas positivas e negativas. Isso nos compele naturalmente a denominar tais princípios de núcleos, prótons, nêutrons, posítrons, elétrons ou fótons mentais, em vista da ausência de terminologia analógica para estruturação mais segura de nossos apontamentos.”

Em outras palavras, o psicossoma assim como toda matéria extrafísica é formado por estruturas corpusculares análogas aos átomos físicos.

Para-anatomia do Psicossoma: A para-anatomia é a descrição da forma e da estrutura das consciências extrafísicas. O psicossoma apresenta uma estrutura, luminosidade, coloração e densidade, dentre outras características morfológicas. Nos planos menos evoluídos ele apresenta forma fixa, rígida, condensado num tipo particular ao passo que nos planos mais evoluídos e sutis, ele é mais flexível, apresentando características contrárias a essas. O psicossoma da consciência projetada, em certas circunstâncias, pode se apresentar de duas maneiras: simples ou composto, estando nesse segundo caso em combinação com parte das energias do energossoma.**

Para-fisiologia do Psicossoma: A para-fisiologia é a descrição das funções orgânicas, processos ou atividades vitais das consciências extrafísicas. Dentre as inúmeras características da parafisiologia do psicossoma destacam-se as sensações humanas, as emoções, a atuação como ponte entre a consciência e o cérebro físico, a plasticidade ante o pensamento, a paragenética que influencia na formação de um novo corpo físico quando a consciência renasce na dimensão intrafísica, o cordão de prata e os chacras que tem nesse veículo sua matriz.**

EFCs: O psicossoma é o veículo extrafísico que o projetor mais vai usar e perceber durante suas experiências projetivas. Várias dessas características aqui enumeradas, assim como muitas outras mais poderão ser verificadas por ele.

Segunda Morte: Após passar pela segunda morte, ou seja, a dissolução das energias do energossoma que ocorre após a morte do corpo físico, o psicossoma é o veículo que a consciência vai usar para manifestar-se na dimensão extrafísica.

* Denominação criada pela Conscienciologia.

** Projeciologia – Panorâma das Experiências da Consciência Fora do Corpo Humano – Waldo Vieira.

Para Saber Mais:

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

www.metaconsciencia.com

www.estadovibracional.com

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Anúncios

Os 10 livros mais populares sobre Projeção Astral

Experiências Fora do Corpo 03

Quais seriam os livros mais populares, os mais lidos e mais comentados sobre Projeção Astral? Trago essa dúvida comigo a algum tempo. Responde-la não é uma tarefa tão trivial quanto pode parecer a primeira vista.

Em primeiro lugar temos que definir o “onde”. Certamente haverão diferenças se fizermos esse questionamento nos Estados Unidos, na França ou no Brasil. Então, a pergunta correta é “Quais são os livros mais populares no Brasil?”

Precisamos então levar em consideração tanto livros de autores brasileiros como de estrangeiros que foram traduzidos para o português. Lembremo-nos que o número de títulos publicados no Brasil, ainda assim, não é muito grande e que  estamos nos referindo a livros que tratam exclusivamente desse tema.

Sabendo isso, com base nos números declarados e disponíveis sobre as vendas de exemplares e, considerando o quanto os livros são citados e recomendados na Internet e em outros meios e ainda o número de ocorrências do nome no autor em mecanismos de busca da Internet,  e cheguei a lista dos 10 livros mais populares no Brasil:

Classificação

Autores Brasileiros

1º  – Projeciologia – Waldo Vieira

2º  – Projeções da Consciência – Waldo Vieira

3º  – Viagem Espiritual II – Wagner D´Eloi Borges

4º  – Iniciação – Viagem Astral – João Nunes Maia

Autores Americanos

1º  – A Projeção do Corpo Astral – Sylvan Muldoon

2º  – A Última Jornada – Robert Alan Monroe

3º  – Viagem Fora do Corpo – Robert Alan Monroe

4º  – O Segredo da Alma – William Bhulman

5º  – Aventuras Fora do Corpo – William Buhlman

6º  – Viagens Além do Universo – Robert Alan Monroe

Qual é a sua opinião? Concorda ou discorda dessa classificação? Tens alguma sugestão?

Para Saber Mais:

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

www.metaconsciencia.com

www.estadovibracional.com

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Reportagem-Video sobre EQM

Experiências Fora do Corpo 04

No dia 11 de novembro na Rede Record o Programa Domingo Espetacular, levou ao ar uma reportagem sobre Experiência de Quase-Morte (EQM).  Dentre os casos apresentados, estão o do neurocirurgião Eben Alexander, descrito em Post anterior. Ele aparece em alguns momentos da matéria.

A reportagem apresenta, além dos depoimentos de pessoas que passaram por EQMs, as opiniões de dois médicos especialistas no assunto, a do Neurocirurgião Dr. André Frasão e do Dr. e a do Dr.  Hernande Leite, médico e pesquisador da Conscienciologia.

O primeiro acredita que as EQM são meras ilusões (ele pensa da mesma maneira que  o Dr. Eben fazia no passado, antes de passar pela sua própria EQM). Para o Dr. Hernande Leite, a hipótese da realidade do fenômeno não pode ser descartada.

Confira você mesmo: Link para o Vídeo

Para Saber Mais:

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

www.metaconsciencia.com

www.estadovibracional.com

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Dissolvendo uma Forma Pensamento

Experiência Fora do Corpo

Diário Holossomático – 8 de novembro de 2012 *

Dormi relativamente cedo. Por volta de 1:30 acordei e não consegui mais dormir. Fiquei na cama por algum tempo e acabei levantando-me. Fiz algumas coisas no computador e fui para a cozinha onde resolvi tomar um chá de camomila para acalmar minha ansiedade.

Às 3:00 da manhã voltei a para a cama. Minha esposa, que acordara brevemente, havia ligado o ar condicionado ajustando-o para 18 graus. Após algum tempo adormeci e comecei a sonhar.

Às 6:00 da manhã despertei e, de imediato, não lembrei nada. Fiquei vasculhando a mente em busca de algo que pudesse ter ocorrido. Alguns minutos depois, finalmente, rememorei espontaneamente uma projeção.

No meio de um dos inúmeros sonhos que tive nesse segundo período de sono, eu estava no quarto de uma residência, de pé, ao lado de uma cama quando algo chamou-me a atenção. Em um ponto desse quarto, no chão, havia um boneco com uns 30 cm de altura encostado em uma parede.

Instintivamente, deslizei volitando para o ponto em que ele estava, abaixando e me posicionando na sua frente. Nesse instante, conscientizei-me que estava projetado, fora do corpo físico. Apesar disso minha lucidez não estava lá essas coisas (L4)**. Comecei a observar atentamente o boneco a minha frente. Era como se ele tivesse vida, como se fosse um autômato. Seu corpo era feito de um material branco, como parafina. A cabeça era arredondada e ele exibia olhos circulares e exibia um largo sorriso estático. Vestia umas roupas, como se fosse um boneco imitando gente. Não senti um padrão negativo de energia acompanhando-o, pelo contrário. À medida que o observava-o com mais e mais atenção, ele  começou a dissolver-se. Concentrei mais a atenção nele e seu corpo começou a desvanecer-se até restar apenas a cabeça.

Tudo indica, portanto, que ele nada mais era do que uma forma pensamento ou, em outras palavras, um morfopensene, plasmado por uma consciência extrafísica, por um projetor ou até mesmo por uma consciência intrafísica que habitasse aquele local, supondo que eu estivesse em um distrito intrafísico***.

Com a dissolução do boneco, minha atenção mudou para outro ponto. Ergui-me e passei a prestar atenção nas sensações que chegavam a mim naquele momento. Sabia que se pensasse no corpo, despertaria de imediato. A situação, contudo, estava estável. Não havia sinal de retorno iminente. Aconteceram então vários outros eventos por mais algum tempo, mas, por mais que tenta-se não consegui rememorar o que ocorreu em seguida.

Durante a tarde desse dia, num momento em que pensei em fazer um EV – Estado Vibracional, subitamente, lembrei-me que, durante a projeção dessa madrugada, em dado momento, assim que deixei o boneco de lado, tentei por alguns momentos promover um EV extrafísico, circulando as ECs – Energias Conscienciais – da paracabeça aos parapés e vice-versa, mas, rapidamente desisti disso e fui fazer outra coisa.****

Notas

Não costumo relatar todas as minhas experiências projetivas. Quando o faço, escolho as que são mais ricas em termos de fenômenos, como essa, para que possam trazer algum esclarecimento para os leitores.

Em seu total, essa projeção foi relativamente longa, contudo, como é comum, projeções de longa duração muitas vezes não são rememoradas integralmente. Parece que o cérebro físico perde pedaços dos acontecimentos. Somente alguns são transpostos para ele e, assim, podem ser rememorados quando o projetor desperta.

Já tive várias projeções com formas pensamento. A maioria delas é efêmera. Contudo existem outras bem mais permanentes, propositadamente engendradas, ao contrário das primeiras, geradas involuntariamente a medida que as consciências pensenizam (pensenizar é produzir pensamentos, sentimentos e energias de forma conjunta).

Diário Holossomático é como chamo meu diário que combina registros de eventos intrafísicos e extrafísicos.

** L4 Equivale a 40% de lucidez extrafísica.

*** Seria possível que, no início dessa projeção, eu estivesse em minha própria residência e não percebesse isso devido ao baixo nível de lucidez e a profusão de formas pensamento no local? Nesse caso, quem teria plasmado o boneco?

**** Esse tipo de rememoração é chamada de retardada. Já tive outras rememorações desse tipo, horas depois de ter despertado.

Para Saber Mais:

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

www.metaconsciencia.com

www.estadovibracional.com

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Proeminente Neurocirurgião Passa a Crer em Experiências Fora do Corpo

Experiências Fora do Corpo - Eben Alexander

Eben Alexander – Foto: Amazon.com

Eben Alexander, um proeminente neurocirurgião formado em Harvard nunca acreditou nos relatos de experiências fora do corpo de seus pacientes. Isso mudou após ter vivido uma odisseia de 7 dias fora-do-corpo que rendeu-lhe um livro que acaba de se publicado (outubro de 2012).

Aos 58 anos o Dr. Eben Alexander III foi um neurocirurgião acadêmico nos últimos 25 anos, incluindo 15 anos no Brigham & Women e Hospital para Crianças e na Harvard Medical School, em Boston. Durante sua carreira acadêmica, foi autor ou co-autor de mais de 150 capítulos e artigos em revistas especializadas e fez mais de 200 apresentações em conferências e centros médicos ao redor do mundo. Eben achava que tinha uma ideia muito boa de como o cérebro gera a mente e a consciência.

Fora isso, Eben tem um “pedigree” impressionante. Seus antepassados ​​eram políticos bem vistos e personalidade de destaque na sociedade no estado do Tennessee. Seu pai foi chefe de Neurocirurgia da Universidade Wake Forest por 30 anos, entre 1948 e 1978.

Como cientista, o Dr. Alexander desacreditava histórias de seus pacientes que volta e meia surgiam, onde relatavam viagens a reinos celestiais que teriam realizado durante situações críticas de experiências de quase morte – EQM. Essa postura mudou quando o próprio Eben teve sua própria experiência de EQM.

Nas primeiras horas da madrugada de 10 de novembro de 2008, como de costume, Eben acordou às 4h30 para ir para o Hospital Geral de Lynchburg, na Virgínia, onde trabalhava como um neurocirurgião. Subitamente ele sentiu uma forte dor nas costas e, em 15 minutos, viu-se em meio a angustiante paralisia, mal conseguindo mover-se. Sua esposa, Holley, correu para ajudá-lo e começou a esfregar as costas para aliviar a tensão, mas seu estado só piorou. Antes entrar em convulsão, suas últimas palavras para sua esposa foram “Não ligue para o 911…”. Felizmente para ele, sua esposa desconsiderou seu conselho e ele foi levado às pressas para um hospital da região onde foi diagnosticado com portador de meningite bacteriana muito rara que ataca principalmente os recém-nascidos. Seu estado de saúde ficou tão crítico que ele entrou em coma e sua atividade cerebral praticamente cessou.

Com sua família preparada para o pior, já que suas perspectivas de sobrevivência diminuiam rapidamente. Sob intenso tratamento por meio de vários tipos de poderosos antibióticos e ligado a um respirador, no sétimo dia de coma, subitamente, Eben abriu os olhos. Seu tubo de respiração foi retirado e ele milagrosamente disse aos médicos: “Obrigado…” Ele sofria de amnésia e, durante dias, não se lembrava de nada sobre sua vida. Com o passar dos dias ele se recuperou e começou a recordar não somente de sua vida como também recuperou memórias vívidas de uma experiência mágica que tivera durante o período de coma.

Seu filho mais velho o aconselhou então a escrever tudo o que podia lembrar-se sobre a sua viagem, antes de ler qualquer coisa sobre experiências de quase morte ou coisas do gênero. Seis semanas mais tarde, ele completou seu registro inicial de sua jornada notável, totalizando mais de 20.000 palavras.

Sua história oferece uma chave para a compreensão da realidade e da consciência humana e terá um efeito importante na comunidade científica, dado seu currículum, sobre a forma como vemos a alma, espiritualidade e do reino não-material. Na análise de sua experiência, incluindo as possibilidades científicas e implicações, ele prevê uma reconciliação mais completa da ciência moderna e da espiritualidade.

Embora ele estivesse inconsciente e não respondesse a estímulos durante esse período, hoje ele descreve uma “odisséia de hiper-vidas completamente coerente” que teria experimentado ao deslocar-se para um lugar, durante seu coma, cheio de borboletas e música retumbante, sendo recebido nesse local por uma mulher com lindos olhos azuis. Essa experiência abalou seu ponto de vista científico sobre a natureza da consciência humana.

Em uma declaração a revista Newsweek, Eben afirmou que “como um neurocirurgião, eu não acreditava no fenômeno de experiências de quase morte”, preferindo explicações mais científicas sobre os relatos de experiências fora do corpo descritas por aqueles que por pouco escaparam da morte. Embora ele se considerasse um cristão, ele não tinha a fé para crer na vida eterna. Quando seus pacientes contavam-lhe sobre suas experiências de quase-morte, ele tentava entender esses relatos com base em uma “compreensão médica da interação cérebro-mente” e  simplesmente os ignorava.

Contudo, depois que ele mesmo passou de médico para paciente e experimentou por si só uma EQM, isso mexeu profundamente com ele, fazendo com que mudasse seu paradigma pessoal de crenças onde ao invés de se concentrar unicamente no aspecto científico sobre o cérebro, também passou a considerar o reino espiritual da mente.

Em seu livro que acaba de ser publicado, Proof of Heaven, o Dr. Eben relata sua experiência fora-do-corpo, enquanto estava em coma. Eis alguns exertos:

“Não há explicação científica para o fato de que enquanto meu corpo estava em coma, minha mente, o meu eu consciente interior, estava vivo e bem”.

“Era um lugar de nuvens grandes rosa e branco, cheio de borboletas e criaturas angelicais que eram simplesmente diferentes de tudo que conhecemos neste planeta.”

“Elas eram formas de vida mais avançadas e elevadas.”

“Nesse local havia um som grandioso e em expansão como um canto glorioso que veio de cima para baixo proporcionando-lhe um sentimento de alegria e admiração.

“Uma bela jovem com grandes maçãs do rosto e olhos azuis profundos o acompanhou-me ao longo dessa viagem.”

Alexander admite que sua descrição pode parecer exagero, mas ele está convencido de que “não era uma fantasia, algo passageiro e sem substância.”

Depois de sua experiência notável em 2008, Alexander diz que o impacto em sua vida tem sido tanto no lado profissional quanto no espiritual. Agora, o cientista está voltado para “investigar a verdadeira natureza da consciência sabendo que somos mais, muito mais, do que os nossos cérebros físicos”.

Página do Livro na Amazon

Proof of Heaven: A Neurosurgeon’s Journey into the Afterlife (Prova do Céu: Uma Viagem neurocirurgião em vida após a morte)

Site do livro

www.lifebeyonddeath.net

Para Saber Mais:

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

www.metaconsciencia.com

www.estadovibracional.com

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Quem tem muitas projeções?

Experiência Fora do Corpo – Copyright Fotolia

Esse post foi motivado pelo seguinte questionamento que recebi por e-mail:

“Tenho estudado Efc à um tempo. Manipulo minhas energias de forma razoável, mas meu EV ainda não é perfeito. Tenho uma dúvida em relação a suas experiências: já que disse que é um projetor lúcido constante, você sempre teve EFC, ou foi depois que fez algum curso e começou a estudar a respeito? Minha dúvida é porque todos os projetores lúcidos constantes que ouvi falar, fazem isso desde a adolescência e no início de forma espontânea.”

Conforme mencionei no post anterior, raros são os projetores que tem muitas projeções lúcidas com muita frequência.

Especificamente no meu caso, tenho projeções desde a infância, conforme relato em meu livro Experiências Fora do Corpo – Fundamentos, mas, elas eram do tipo semiconsciente até a idade adulta. Somente aos 23 anos, quando fixei residência em Brasília, DF, devido a mudança do padrão de energias de minha base física (antes eu morava com meus pais no Rio de Janeiro e, com a mudança, passei a residir com minha esposa em Brasília), é que tiveram início as projeções lúcidas, com plena conscientização da experiência durante sua ocorrência. Ainda assim, essas primeiras experiências foram induzidas pelos amparadores extrafísicos.

Atualmente, como a maioria dos projetores, não tenho projeções lúcidas diárias. O motivo para isso é minha rotina diária é repleta de atividades e compromissos profissionais (além de trabalhar como analista de TI, sou professor universitário), familiares e etc. Com isso, por padrão, acabo dormindo quase sempre em horário avançado e extenuado, precisando despertar cedo no dia seguinte. Essa rotina não ajuda em nada, pelo contrário, atrapalha a realização de EFCs lúcidas. Ainda assim elas ocorrem, quando eu estou suficientemente motivado a aplicar uma técnica ou quando a rotina fica mais tranquila, como num feriado, etc.

A menos que a pessoa tenha uma notável capacidade de soltura do psicossoma, é preciso relaxar física e emocionalmente, preparar-se lendo um livro sobre EFCs antes de dormir para predispor a ocorrência da experiência.

Para corroborar minha experiência, posso citar o Waldo Vieira, um projetor notável e uma das maiores autoridades no mundo sobre EFCs. Em recente tertúlia*, Vieira afirmou que, devido a sua atual rotina diária, ele não tem mais EFCs lúcidas. Essa rotina compreende atividades durante todo dia, com um período de sono reduzido de 3 a 4 horas por noite.

Cada pessoa interessada no assunto teve buscar obter suas experiências da melhor forma, conforme suas possibilidades e limitações. Não devemos esperar por condições ideais pois elas talvez nunca acabem surgindo. Esse é um dos desafios que temos que enfrentar ao longo de nossas vidas. Talvez seja mais fácil projetar-se estando isolado num templo, meditando o dia todo, no interior de um país distante. Contudo, não podemos mais viver assim, como era possível no passado. O desafio é fazer isso no dia a dia real, em meio aos imperativos intrafísicos de ter que manter nosso sustento, nossa família, etc.

Ainda sobre o questionamento, eu conheci varias pessoas. adultas, que tiveram suas primeiras projeções após participarem de cursos sobre EFCs. Eu mesmo, pelo menos uma vez, fiz, com a ajuda de um amparador, com que uma pessoa fosse retirada para fora do corpo de forma lúcida para convencê-la de que ela podia fazer isso, que estava ao seu alcance.

Concluindo, recomendo a todos que façam como eu. Embora não tenha EFCs lúcidas todos os dias, registro tudo o que considero relevante que ocorra comigo no dia a dia intrafísico, assim como sonhos e projeções semi-conscientes. Tiro muito proveito dessas informações em consultas posteriores a minhas anotações desse “Diário Holossomático”**.

Notas

Tertúlia significa reunião de amigos para conversar. Trata-se de apresentações de temas de estudo da Conscienciologia realizadas diariamente no site tertúlias.

** Diário Holossomático é o que registra ocorrências intrafísicas, extrafísicas, sonhos e outros estados conscienciais.

Para Saber Mais:

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

www.metaconsciencia.com

www.estadovibracional.com

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

A Projeção Astral do Super Homem

Fleishersuperman

Superman – Créditos: Wikimedia Commons

Os projetores e projetoras conscientes que escreveram livros ou são líderes de instituições são o super homem e a mulher maravilha da espiritualidade: saem do corpo quando desejam, tem sempre projeções de alto nível, encontram-se fequentemente com seres super evoluídos, – serenões, mestres ascensionados e avatares – não erram, são movidos pela mais elevada cosmoética, desancam assediadores com um simples estalar de dedos e quando estão no corpo ficam exercitando seus superpoderes parapsíquicos….”

Sê você, leitor desse blog, crê nisso, sinto informar que está completamente enganado. Conheço muitos projetores, inclusive alguns considerados os  mais “ban ban ban” da projetabilidade no Brasil e garanto que eles estão longe de ter um perfil como esses. Os papas da projetabilidade tem algo como uma efc lúcida por semana e, naturalmente, estão sujeitos a cometer erros ao longo de suas vidas.

Muitas vezes, os leitores de um livro que descreve às efcs de um projetor, ficam embasbacados com os relatos, esquecendo-se que, muitas vezes, essas experiências são uma seleção dentre um tanto de outras que não foram nada interessantes e que foram necessários anos, talvez toda uma vida, para realizar as vivências publicadas.

Essa falha na percepção pode levar os leitores a superestimar os autores, esperando deles nada menos que os desempenhos do Super Homem / Mulher Maravilha e, conforme o caso, seguindo de forma cega, sem autocrítica, tudo o que dizem.

O mesmo vale para aqueles projetores que são líderes de movimentos ou instituições espiritualistas.

Na realidade, projetores assim, verdadeiros “super”, devem existir, mas, não circulam pelas vias da publicidade ou notoriedade. São discretos, anônimos para a humanidade intrafísica. Ainda não conheço qualquer pessoa que tenha esse perfil. E você, conhece?

Para Saber Mais:

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

www.metaconsciencia.com

www.estadovibracional.com

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Escrever livros sobre EFCs

Escrever livros que promovam o esclarecimento é uma das tarefas que, durante o curso intermissivo, algumas pessoas se propõe a realizar. Esses livros fazem parte, portanto, de sua programação existencial.

Aqui na dimensão intrafísica, contudo, temos que superar um “sem número” de obstáculos para cumprir essa tarefa. Falta tempo, inspiração, habilidade, dentre outras coisas mais.

A população  intrafísica é ávida consumidora  de livros sobre futilidades. Livros que promovam o esclarecimento normalmente são pouco procurados e, portanto, bem mais dificilmente publicados. As editoras são empresas comerciais que precisam obter lucro para se manterem e, dessa maneira, são muito seletivas quanto o que publicam. Não podem se dar ao luxo de terem uma obra encalhada nas prateleiras.

Uma vez vencida a barreira de obter uma editora que se proponha a publicar seu livro sobre EFCs ou quaisquer outros assuntos correlatos, o autor tem que lidar com uma dura realidade. As editoras pagam muito pouco pelos direitos autorais (10% do valor de capa é o padrão). Se for uma editora espírita/espiritualista vinculada a alguma instituição, ela vai pedir que o autor ceda os direitos autorais em benefício dessa. Enfim, escrever livros no Brasil, salvo raríssimos casos (0,001%), não rende praticamente nada para o autor.

No Brasil se lê muito pouco. A maioria dos livros do gênero exotérico/espiritualista tem apenas uma única edição, normalmente de 1000 exemplares e pronto. Ponto final do livro. Depois disso somente podem ser encontrados em sebos. Isso vale também para livros de autores estrangeiros traduzidos para o português. Se você duvida, tente encontrar os clássicos mais famosos sobre o tema, os livros de Robert A. Monroe e Sylvan Mouldon em português. Não achará um exemplar novo em qualquer livraria do país.

Esgotada a edição, normalmente a editora não terá interesse em fazer uma nova, a menos que o livro seja um best-seller. Com isso o autor fica com sua obra perdida no tempo, pois a editora não publica mais o livro nem libera o autor para procurar outra editora por uns 20 anos, que seria o tempo de vigência do contrato que ele tem que assinar para publicar seu livro.

Foram por essas e por outras que decidi publicar esse primeiro livro de forma independente. O Clube de Autores é uma empresa que flexibiliza totalmente a publicação de livros e imprime sob demanda, ou seja, só imprime os exemplares efetivamente vendidos pelo seu site na Internet.

Dessa forma, tenho controle total sobre a obra. Posso publicar uma segunda edição se e quando desejar; posso publicá-la em outros idiomas; posso disponibilizá-la gratuitamente na Internet se assim decidir. Assim, posso garantir que ela cumprirá seu objetivo que é promover o esclarecimento do maior número possível de leitores.

Quanto aos direitos autorais de Experiências Fora do Corpo – Fundamentos, eles serão revertidos em livros que serão doados a bibliotecas de todo país e enviados a pesquisadores do tema, pois, felizmente, minha profissão como engenheiro de sistemas e professor garante integralmente minhas necessidades financeiras.

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Novo Livro Sobre Projeção Astral

Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

A Experiência Fora do Corpo – EFC – é um fenômeno universal que atinge pessoas de todas as raças, idades e sexos, independentemente de suas convicções éticas, morais, intelectuais ou religiosas.

Não obstante, trata-se de um assunto ainda pouco conhecido do público. Por esse motivo, comecei a um bom tempo a revisão de um pequeno e-book hospedado em meu site metaconsciencia e que agora concluo e publico na forma de um Livro Impresso.

Com o título Experiências Fora do Corpo – Fundamentos, o livro trás uma visão geral, didática, abrangente e atual sobre as EFCs, descrevendo seus principais aspectos e apresentando uma perspectiva história e científica.

Agreguei a essa obra sua minha experiência como projetor consciente, apresentando inclusive, como não poderia deixar de ser, procedimentos técnicos que o leitor poderá aplicar para ter suas próprias projeções lúcidas, assim como descrevo as possibilidades que essa prática pode trazer para nossas vidas.

O núcleo do livro, ou seja, a parte mais importante (1/3 do conteúdo) é o capítulo 2 onde as EFCs são descritas na forma de seus 40 principais aspectos básicos organizados na forma de 5 super quadros sinóticos.

A organização desse capítulo, assim como os demais tem por objetivo apresentar uma obra com estilo próprio, diferenciando-o, dessa maneira, de outros tantos livros sobre EFCs  já publicados e que acabam parecendo-se muito uns com os outros.

Trata-se de um livro dedicado principalmente as pessoas que estão iniciando seus estudos em torno das projeções da consciência, contudo, mesmo os conhecedoras desse tema poderão obter proveito dessa obra, pois descrevo vários aspectos atuais sobre o assunto e que talvez não sejam abordados por outras obras do gênero.

A venda do livro está sendo feita, inicialmente, exclusivamente por esse site onde suas primeiras páginas podem inclusive ser visualizadas.

Nos próximos posts prestarei mais alguns esclarecimentos sobre essa obra.

Resumo:

Título: Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

Autor: Cesar de Souza Machado

Capítulos: 8

Páginas: 220

Figuras: 14

Índices: 3 (sumário, figuras-quadros e índice remissivo)

Edição: 1(2012)

Formato: A5 148×210

ISBN: 978-85-914491-0-1

Coloração: Preto e branco

Acabamento: Brochura c/ orelha