Aprendendo no Astral

FA28072013

Muitas pessoas ao se projetarem acessam locais onde assistem a apresentações multimídia com objetivo de instruí-las.

A maioria dessas pessoas apresenta um grau de lucidez de baixo a mediano, de tal forma que, quando retornam ao corpo físico, relembram daquilo o que assistiram como se fosse um simples sonho curioso ou diferente.

Existem várias forma de realizar essas apresentações. Podem ser irradiadas diretamente pela mente de uma ou mais consciências extrafísicas ou pode usar recursos de paratecnologia.

Uma moderna TV 3D de alta definição seria o mais próximo daquilo o que pode ser visto nessas apresentações, mas, mesmo assim, dá uma ideia pobre dos recursos disponíveis por esses processos que permitem um grau de interatividade dos expectadores que inexiste em nosso mundo.

Sou assíduo frequentador desses locais onde se realizam essas apresentações. Ao invés de descrever uma de minhas experiências, vou reproduzir um relato postado semana passada na lista de discussão Consciência Expandida pelo Roberto Pineda, um projetor que tem bastante lucidez fora do corpo e pode, portanto, dar uma descrição bastante precisa de um desses processos, melhor do que eu faria.

“Esta noite (26/07/2013) encontrei um grupo de pessoas que falavam com entusiasmo das coisas que descobriam através de um curso que estavam fazendo no astral

Curioso, resolvi também participar

Ao entrar e procurar um lugar para sentar, um rapaz já sentado, falava com grande entusiasmo que iríamos ficar impressionados com aquilo, que tudo era muito real (se referia aos bichos que iríamos ver)

Não me agradou a ideia de ficar ao lado de uma pessoa deslumbrada, que falava muito alto e sai para outro canto, fui sentar bem distante dele

Devia ser novidade para ele, entretanto, percebi que não era para mim, pois me lembrava que já conhecia tudo aquilo

Era uma sala com várias cadeiras confortáveis diante do que me pareceu ser uma espécie de parede, cortina ou tela de energia que ia desde o chão até o teto e que posteriormente envolveu todo o ambiente onde estávamos

Percebi que aquela “tela de energia” era emanada/emitida pelas vibrações e impressões em conjunto de três entidades femininas

Pois bem, aquela “tela de energia” envolveu a todos nós e passamos a sentir e perceber milhões de coisas ao mesmo tempo

Eram imagens reais é nítidas

Só para dar uma ideia, poderíamos tocar num filhote de dinossauro, como se ele fosse real e físico

Insetos, cobras, aranhas, poderíamos enxerga-los tanto em tamanhos muito grandes, como perceber minúcias do intimo de suas respectivas estruturas físicas

Assim como, também podíamos enxergar, sentir e perceber os grandes conjuntos das coisas

Diferentemente do que ocorre no físico, onde geralmente, durante um curso, uma pessoa fala/ensina e mostra imagens em uma tela ou quadro, naquele ambiente astral ninguém ensina nada, mas sim, apenas nos envolve em impressões, imagens e sensações muito fortes/reais e cada pessoa analisa e entende por si própria

Ou seja, as coisas não são ensinadas, mas apenas mostradas, num estado perceptivo que nós ainda encarnados não o possuímos e ou temos dificuldades para acessar”

Essa não é a única forma de se fazer essas apresentações. Existem outras até mais sofisticadas, mas acho que deu para sentir qual é o potencial desse processo em termos de aprendizado.

Qual é o objetivo dessas apresentações? Esclarecer e inspirar projetores (conscientes ou não) para atividades que desempenham em seu dia a dia. Engenheiros, escritores, pintores, desenhistas, enfim, uma série de profissionais relacionados a arte e a criação seriam seus beneficiários mais óbvios.

Para Saber Mais

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

Experiências Fora do Corpo: O Guia do Iniciante

www.metaconsciencia.com

www.estadovibracional.com

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Livro EFC Fundamentos tem o Preço Reduzido

Experimentos Fora do Corpo - Fundamentos

Experimentos Fora do Corpo – Fundamentos

Olá Pessoal

A editora do livro Experiências Fora do Corpo – Fundamentos informou que obteve uma redução dos custos dos fornecedores que possibilitou a redução do preço da obra para R$ 32,00.

Excepcionalmente, até o dia 25 de julho, em virtude do Dia do Escritor, o livro estará a venda por apenas R$26,00 !

O livro, publicado por esse autor em outubro de 2012, apresenta uma descrição sistematizada, ampla e didática sobre as EFCs.

As principais características do livro são:

Capítulos: 8
Páginas: 220
Figuras: 14
Índices: 3 (sumário, figuras-quadros e índice remissivo)
Formato: A5 148×210
ISBN: 978-85-914491-0-1
Coloração: Preto e branco
Acabamento: Brochura c/ orelha

Para ler as primeiras páginas no livro ou para comprá-lo, clique nesse link: Livro

Para Saber Mais

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

Experiências Fora do Corpo: O Guia do Iniciante

www.metaconsciencia.com

www.estadovibracional.com

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

 

Estudando Exoplanetas

Exoplaneta - Crédito: NASA

Exoplaneta – Crédito: NASA

Dias atrás conversava com um amigo que relatou uma projeção consciente que ocorrera na noite anterior.

Ele estava numa espécie de sala de aulas em meio a um grupo de pessoas. A sua frente estava um instrutor e um dispositivo que assemelhava-se a um aparelho de TV 3D. O objetivo daquele encontro era assistir a uma apresentação a respeito de dois exoplanetas (situados fora do nosso sistema sola).

A apresentação começou com os dois planetas sendo exibidos lado a lado. Aparentemente eles faziam parte do mesmo sistema. O instrutor descreveu o nome dos planetas e começou a discorrer sobre as consciências intrafísicas que habitavam cada um dos planetas.

Meu amigo lembra-se que a civilização de um dos planetas estava em uma era pré-industrial e que o outro era muito mais primitivo, semelhante ao que chamaríamos “idade da pedra”. A partir desse ponto, contudo, tudo o que o instrutor falou sobre cada um dos planetas apagou-se de sua mente. Ele sabe que foram discorridos assuntos relacionados a características de cada uma das populações, mas, por mais que ele tentasse, não conseguia se lembrar dos assuntos que foram apresentados.

Para ele, o motivo desse esquecimento poderia estar relacionado o fato de ainda não ser o momento dessas informações chegarem a nossa dimensão intrafísica.

Sem descartar essa possibilidade, apresentei-lhe então uma outra explicação para esse esquecimento que, ao meu ver, é a mais provável

Em primeiro lugar, deve-se atentar para o seguinte: que tipo de impacto teria a divulgação de informações sobre planetas primitivos? Provavelmente nenhum. Então vejamos outra possibilidade.

As projeções conscientes são, via de regra, muito rápidas. Logo, os amparadores quando os extrafísicos desejam passar certa quantidade de informações para projetores, eles não podem perder muito tempo. Por esse motivo, eles empregam uma linguagem tipicamente extrafísica que mescla palavras e termos, alguns dos quais desconhecidos da dimensão intrafísica, associados a telepatização, ou seja, as ideias são passadas inteiras, completas, sem palavras, mente a mente. Essa metalinguagem é aquilo o que alguns chamam de conscienciês, o idioma natural das consciências extrafísicas, acessível a partir de um certo grau de lucidez.

Onde as pessoas aprenderam esse idioma? Ao longo de outras existências, no período intermissivo (entre uma existência e outra), isso na hipótese de ser necessário um aprendizado formal para o mesmo.

Voltando a aula extrafísica, além de usar conscienciês é possível que o instrutor extrafísico tenha usado também termos técnicos na sua explanação que são típicos de alguma área do conhecimento intrafísico, mas que o projetor não conhecia. Por exemplo, ele pode ter usado termos conhecidos da sociologia para descrever os habitantes desses exoplanetas.

Seja como for, o fato é que os termos, a linguagem empregada pelo instrutor não possuíam registro nas redes neuronais do corpo físico do projetor e essa seria, portanto o motivo da não rememoração. Não haveria posições de memória no cérebro físico onde aqueles conceitos pudessem ser encaixados.

Coloquei então para meu amigo a seguinte questão: Mais importante do que recuperar essas informações, talvez seja saber o motivo pelo qual ele estava ali. Quais situações ele vivenciar imediatamente antes dessa projeção que o levou ali? Recomendei ainda que ficasse atento a possíveis sincronicidades que ocorressem por esses dias que poderiam estar relacionadas a essa projeção.

Concluindo, essa explicação vale para várias projeções semelhantes onde aparentemente se perde o conteúdo do que foi captado. Na realidade, a informação não é perdida. Ela ficar armazenada no paracérebro do psicossoma para ser usada algum dia.

Para Saber Mais

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

Experiências Fora do Corpo: O Guia do Iniciante

www.metaconsciencia.com

www.estadovibracional.com

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos