Minha Experiência na Projeciologia

Edifício Porto Alegre, Asa Sul: Sede do IIPC Brasília.

Edifício Porto Alegre, Asa Sul: Sede do IIPC Brasília.

Conforme citei num post anterior, o IIPC está comemorando seu Jubileu de Prata. Nesse mês de janeiro, são 25 anos. Resolvi então contar-lhes algo sobre minha atuação nessa instituição.

Vivi no Rio de Janeiro até 1988 quando mudei para Brasília. Naquela ocasião, seguia o espiritismo. Conhecia os fenômenos projetivos das leituras que fizera sobre o assunto, mas minhas vivências eram poucas, limitadas a projeções semiconscientes.

Duas semanas após mudar-me para Brasília, tiveram início minhas EFCs lúcidas. Estimulado por essas experiências, resolvi estudar mais sobre o assunto. Comprei os livros de Sylvan Mouldon, A Projeção do Corpo Astral e o Projeções da Consciência de Waldo Vieira.

Sabia desde quando morava no Rio da existência do trabalho de Vieira, mas, por injunções da vida, nunca pude ver esse trabalho de perto. A oportunidade só surgiu depois de minha mudança para Brasília. Coisas de programação existencial. Retornei ao Rio algumas vezes, assisti a uma palestra de Waldo e questionei o IIP – Instituto Internacional de Projeciologia – se eles pretendiam fazer algo em Brasília. Passaram-me o nome e telefone de um contato que estava justamente tentando organizar as atividades do IIPC na capital.

Tempos depois ocorreu o 1º Congresso Brasileiro de Projeciologia, justamente em Brasília. Logo depois, comecei a participar dos primeiros cursos do IIP.

Naquela época, 1991, o IIP oferecia um curso de Projeciologia dividido em 5 estágios, do básico ao avançado. O último módulo era ministrado pelo próprio Waldo. Os participantes pagavam uma quantia módica por cada módulo e podiam recicla-lo (fazê-lo novamente) gratuitamente, quantas vezes desejassem. Dessa forma as pessoas voltavam, consolidavam conhecimentos, tiravam suas dúvidas. Após participar do Estágio 2, tornei-me colaborador da instituição, cujo gerente em Brasília era o Marcus Evandro que tornou-se, desde então, um de meus grandes amigos.

Naqueles tempos, pré-Internet, as informações acerca de EFCs era poucas e de difícil obtenção. Haviam uns poucos livros publicados no Brasil, como os citados acima. Em raras ocasiões, jornais ou revistas exotéricas traziam alguma matéria sobre o assunto e isso era tudo. As pessoas interessavam-se muito, portanto, sobre o assunto, queriam saber mais sobre isso. Era, para muitos, uma grande novidade.

Assistir palestras e participar de cursos era uma das poucas maneiras de inteirar-se sobre o que existia, o que acontecia nesse campo. As pessoas viajavam, por exemplo, de Barreiras para Brasília, ou de Manaus para o Rio para participarem desses eventos.

A manutenção do escritório e mais tarde filial do IIP em Brasília era bem trabalhosa. No início, só havia eu e o Marcus. Outros colaboradores foram surgindo com o tempo. Toda a administração e decisões era centralizada na matriz do IIP localizada no Rio. Dependíamos do Rio para tudo.

Com o tempo, Marcus, por questões profissionais, teve que afastar-se do IIP. Nessa época eu já havia me tornado o primeiro professor da instituição em Brasília. Com o afastamento de Marcus, acumulei a função de gerente da filial. Era uma rotina bastante puxada, mas muito gratificante.

Ao ingressarmos no IIP, nessa linha de frente, ficamos sujeitos a muito assédio, tanto pessoal quanto grupal. Se por um lado, como colaboradores da instituição, formávamos um grupo de consciências que tentavam promover assistência, do outro, na dimensão extrafísica, grupos de consciências se associavam para nos assediar, muitos movidos por antigos desafetos (de outras vidas). Felizmente, havia também grupos de amparadores que nos ajudavam a “segurar a barra”.

Então a coisa é assim: quando você ingressa em uma instituição espiritualista que faz trabalho assistencial, aumenta o assédio, mas, o amparo aumenta também. Se você procura sintonizar com os amparadores, sai no lucro. É muito compensador pois aprende-se muitas e valiosas lições.

Em 1994, o IIP mudou de nome para IIPC. A Conscienciologia tornou-se o objetivo principal da Instituição. Em 1995 um campus de estudos e pesquisa foi criado em Foz do Iguaçu para onde, anos depois, Waldo Vieira e a sede do IIPC se transferiram. Nesse mesmo ano tivemos que mudar a sede do IIPC em Brasília. Descobri um local que parecia ideal, um prédio com auditório que poderia ser usado para realização de nossos cursos e palestras (Foto acima). O prédio, pertencia ao dono do Colégio Projeção. 10 anos depois, acebei tornando-se professor da Faculdade Projeção. Sincronicidades…. O IIPC Brasília situa-se nesse local até hoje.

Em fins de 1996, por motivos profissionais, foi minha vez de afastar-me do IIPC. Desde então, permaneço acompanhando, ora mais de perto, ora mais de longe suas atividades bem como das demais instituições conscienciológicas, assim como os livros e trabalhos publicados por seus colaboradores. De vez em quando faço alguns cursos também.

Ter passado todo esse tempo afastado fui ruim à medida que, certamente, perdi muitas oportunidades de aprendizado, de reconciliação e de assistência que poderia ter promovido e recebido. Por outro lado, nesse meio tempo, não fiquei parado. Desenvolvi algumas coisas boas também.

Hoje, uso o que aprendi e o que ainda estou aprendendo para fazer o mesmo que nos primeiros tempos do IIP. Procuro assistir pessoas no que diz respeito ao parapsiquismo, tirando dúvidas, escrevendo livros, publicando posts nesse Blog e noutros sites, dentre outras atividades menos “internéticas”. É minha maneira de contribuir para que esse mundo seja um pouco melhor.

É um trabalho de formiguinha. Felizmente, existem muitas formiguinhas como eu e você leitor, por ai, mundo afora. Seja como colaborador de uma instituição, seja individualmente, o que importa é que nunca podemos para de aprender coisas novas, de pesquisarmos de tudo, principalmente a nós mesmos com objetivo de promovermos nossa evolução.

Para Saber Mais

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

www.metaconsciencia.com

www.estadovibracional.com

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Anúncios

O Energossoma

Energossoma

O Energossoma

Estava conversando com um colega que está lendo meu livro, quando ele questionou-me sobre o que seria exatamente o energossoma, um dos corpos da consciência.

Após ministrar as explicações necessárias, resolvi incrementar a resposta e escrevi esse post.

Holossoma. A consciência transcende a matéria e a energia. Logo, precisa de veículos (corpos) para manifestar-se. Esses corpos formam uma estrutura denominada holossoma (holo = todo; soma = corpo). O holossoma possui pelos menos 4 corpos facilmente distinguíveis por terem características distintas:

Soma = corpo físico

Energossoma = corpo energético

Psicossoma = corpo astral/emocional

Mentalsoma = corpo mental

Psicossoma. Na condição intrafísica a consciência emprega o soma para manifestar-se. Na dimensão extrafísica a consciência emprega o psicossoma. O psicossoma é constituído de matéria extrafísica, sendo por demais sutil para interagir diretamente com a matéria. Por esse motivo existe o energossoma.

Energossoma. Constituído por matéria extrafísica muito densa e, provavelmente, por algum tipo de matéria intrafísica ainda desconhecida da ciência, esse veículo está no limite entre as duas dimensões, física e extrafísica.

Ele atua, portanto, como uma cola que une o psicossoma ao soma, como mostra a figura acima.

Todos os seres vivos tem energossoma, do vírus e das plantas até o serenão (consciência superevoluída) encarnado.

Primeira Morte. Quando ocorre a morte do corpo físico, o energossoma se rompe e a consciência passa a manifestar-se apenas na dimensão extrafísica. Resíduos do energossoma permanecem no corpo físico e dissolvem-se com ele e resíduos ficam aglutinados em torno do psicossoma. É a primeira morte.

Segunda Morte. Quando os resíduos do energossoma que se aglutinam no psicossoma se dissolvem, ocorre a segunda morte. A partir de então a consciência pode manifestar-se livremente na dimensão extrafísica, com lucidez. Enquanto não ocorre a segunda morte, a consciência fica tolhida, com pouca ou nenhuma lucidez. Em fica numa condição de sonâmbulo extrafísico, tal qual uma pessoa que passa por uma EFC inconsciente.

Cordão de Prata. O cordão de prata nada mais é do que o energossoma que une o soma ao psicossoma, só que afilado, estreitado.

Forma. O energossoma em geral não tem forma. Em raras ocasiões, pode, durante uma EFC, aglutinar-se na dimensão extrafísica, próxima do soma, mais ou menos com a mesma conformação (aparência visual) desse veículo.

EFCs Lastreadas. São projeções em que o projetor carrega consigo uma grande parte do energossoma, fazendo com que sua lucidez e movimentação fique limitada.

Relacionamentos. O energossoma está intimamente relacionado aos chacras, as energias extrafísicas, a todos os canais energéticos existentes no holossoma e ao estado vibracional da consciência intrafísica. Tudo isso existe nas consciência extrafísicas, mas, na dimensão intrafísica, em pessoas encarnadas, esses aspectos são potencializados pelo energossoma. O energossoma também está relacionado a produção dos chamados efeitos físicos, a ectoplasmia, a cura paranormal, a materializações, ao poltergeist e uma série de outros fenômenos anímicos.

Força. É pelo fato de nós, consciências intrafísicas, termos energossoma é que as consciências extrafísicas precisam de nós para poderem atuar energeticamente com mais força na dimensão extrafísica crostal.

Concluindo, uma vez que temos toda essa energia do energossoma, precisamos ser responsáveis com sua utilização. Que fim damos a essas energias? Usamos para assistir outras consciências, para assediá-las ou as entregamos “de bandeja” para guias cegos, vampiros e assediadores?

Para Saber Mais

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

www.metaconsciencia.com

www.estadovibracional.com

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Viagem Astral – Autores Nacionais

FA157

Iniciei minhas atividades de 2013 no campo das EFCs com uma pesquisa.

Já faz algum tempo que me pergunto: quantos brasileiros (nascidos ou naturalizado no Brasil) escrevam e publicaram livros sobre EFCs no país?

Para que saber isso? Acredito que, em algum momento no futuro, quando as EFCs forem estudadas a sério pela ciência, talvez os pesquisadores queiram consultar tudo o que já foi publicado sobre o assunto no Brasil. Seria bom, portanto, ter uma relação completa dessas obras. Será possível criar uma lista completa daqui a 50 ou 100 anos?

Você, leitor/leitora desse blog, saberia dizer quem são esses autores e quais são essas obras? Aposto que não. Não existe uma relação completa, pelo menos não até hoje.

Comecei a pesquisa consultando minha biblioteca pessoal (tenho a maioria desses livros), a bibliografia recomendada do IPPB e outras fontes na Internet, compilei a lista apresenta a seguir. Ao término da pesquisa, acabei adquirindo 5 desses livros em sebos para completar minha coleção.

Os três critérios para o livro fazer parte dessa lista são:

-Ter sido escrito por brasileiros

-Ter sido impresso no Brasil

-O livro deve ser focado em EFCs, ou, pelo menos, grande parte do livro deve ser dedicada a esse assunto.

Estará completa essa lista? Receio que não. E ai que vocês entram.

Caso você conheça uma obra que satisfaça os três critérios acima e não esteja nessa lista, por favor, entre em contato, seja postando um comentário, seja pelo e-mail info@metaconsciência.com passando os dados que forem disponíveis acerca desse livro: título, autor, editora e ano da publicação.

Após receber essas contribuições, estarei publicando uma versão definitiva dessa relação assim como uma análise da mesma.

Então, que estão esperando?  Mãos a obra!

Autor Livro Impresso
1 Amais Geazi Apometria e Desdobramento Multiplo
2 Antenor de Barros O Homem de Três Corpos
A Face Oculta de Gaia
3 Avelino Bioen Capitani Depois do Amanhecer: Desdobramento Espiritual
4 Bianca As Possibilidades do Infinito
5 Cesar de Souza Machado Experiências Fora do Corpo – Fundamentos
6 Centro Redentor A Vida Fora da Matéria
7 Dan Greenburg Estou em Viagem Astral….Deixe o Seu Recado
8 Dharma Latzang Como Fazer Viagens Astrais
9 F. Mondini Atravessando o Portal
10 Francisco de Biaso Despertar Para uma Nova Dimensão
11 Geraldo Medeiros Junior Relatos de um Projetor Extrafísico
ViagemExtrafísica
12 Glória Thiago Glória – Vivendo em Múltiplas Dimensões
13 Halu Gamashi Caminhos de Um Aprendiz
14 Hamilton Prado No Limiar do Mistério da Sobrevivência
Ainda no Limiar do Mistério da Sobrevivência
15 Herick Usami As Dimensões e os Extraterrestres
Karma Genético
Os Corpos e as suas Dimensões
16 Ione Basílio et al Boa Noite, Universo!
17 Joao Berbel Desdobramento – Projeção Astral
18 João Nunes Maia Iniciação – Viagem Astral
19 Jorge Adoum 20 Dias no Mundo dos Mortos
20 Lesly Monrat Histórias de uma Projetorinha Consciente
21 Liliane Moura Martins Projeção Astral
22 Lucius Projeção Astral
23 Luely Figueiró Viagem Astral – Projecionismo
24 Luiz Araújo Ensaios Extracorpóreos
25 Luiz Carlos Carneiro Ele meu Amigo Espiritual ou o Encapuzado
Zana a Interplanetária
Zana no Reduto Romano
Os Três Monges
26 Luiz Roberto Mattos Sana Khan um Mestre no Alem V. I – Exp.Fora do Corpo
Sana Khan um Mestre no Alem V. II – Exp.Fora do Corpo
27 Marco Antonio Coutinho Conversando Sobre as Experiências Fora do Corpo
Além do Corpo – A Arte Tradicional das Exp. Fora do Corpo
28 Miguel Maniglia O Sagrado Conselho – Projeção Astral
29 Moisés Leão Ezagüi Projeção da Consciência
30 Narci Castro de Souza Lições Recebidas Em Desdobramento Astral
Projetando Luz – Um Guia de Aprendizado Espiritual
31 Omar C. Silva Viagens em Corpo Astral: Minhas Experiências
32 Pietro Rogério Gabriel Querubim e os Guardiões dos Sonhos
33 Rafael Américo Ranieri João Vermelho no Mundo dos Espíritos
O Sexo Além da Morte
O Abismo
Aglon e os Epíritos do Mar
34 Rinaldo de Santis A Viagem da Alma – Desdobramento
35 Rydana Desdobramento, OVNIS e Esoterismo
36 Vera Filizzola Vivências Hiperfísicas
37 Vera Hoffmann Sem Medo da Morte
38 Wagner Borges Viagem espiritual I
Viagem Espiritual II – A Projeção da Consciência
Viagem Espiritual III
Ensinamentos Projetivos e Extrafísicos
39 Waldo Vieira Projeções da Consciência – Diário de Exp. Fora do Corpo
Projeciologia – Panorama das Exp. Fora do Corpo
40 Walter J. Radicchi Será Ficção?
41 Zueli Leal Santos O poder das luzes e das cores – viagem azul pfora do corpo

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Fronteirastral 2012 in Review

The WordPress.com  preparou um relatório anual de 2012 para este blog.

Aqui está um trecho:

600 people reached the top of Mt. Everest in 2012. This blog got about 10,000 views in 2012. If every person who reached the top of Mt. Everest viewed this blog, it would have taken 17 years to get that many views.

Click here to see the complete report.