Como Sonham Liberais e Conservadores

O sonho é um estado diferenciado de consciência. Ele surge naturalmente durante o sono, outro estado diferenciado que, via de regra, decorre da criação mental, intrapsíquica da pessoa que está dormindo.

Geralmente o sonho é uma profusão de imagens e outras sensações de conteúdo simbólico e arquetípico, uma sucessão de situações por vezes absurdas e incoerentes.

Contudo, sabemos que existem sonhos diferentes desses comuns. É o caso, por exemplo, dos sonhos lúcidos, quando a pessoa conscientiza-se de que está sonhando. Quando isso ocorre, a pessoa pode estar projetada, fora do corpo físico, ou não.

Recente pesquisa divulgada por pesquisadores das universidades californianas (EUA) The GraduateTheological Union e Hohn F. Kennedy, descreve curiosa constatação. A partir do levantamento do padrão dos sonhos de pessoas que possuem posicionamento político claramente definido, liberal ou conservador, verificou-se que o primeiro grupo,  de pessoas que se posicionam como liberais, costumam ter sonhos mais surreais como voar ou conversar com alguém que já morreu (- – – isso lhe parece familiar? – – -) ao passo que os segundo grupo, de pessoas que se posicionam como conservadoras, os sonhos costumam ser reproduções de situações rotineiras, como estar fazendo algo no trabalhou ou em casa.

Segundo Kelly Bulkeley, líder do estudo que analisou os sonhos de 234 voluntários (134 liberais e 100 conservadores), a pesquisa indica que existe uma conexão entre o sonho e a ideologia da pessoa.

Outras constatações da pesquisa foi que conservadores dormiam por mais horas e, sob certo ponto de vista* melhor que os liberais. Em compensação, esses tem um pouco menos pesadelos que os conservadores, assim como lembram-se um pouco melhor de seus sonhos.

Em termos de recordação, em uma escala de 1 a 5, os liberais tiveram nota 3,9 contra 3,5 dos conservadores. Em termos de pesadelo, tiveram 85% de incidência contra 89% dos conservadores.

A conclusão, segundo Bulkeley, é que conservadores podem dormir um pouco mais tranquilos, enquanto liberais tem sonhos mais ativos. Mais ainda, o estudo parece indicar que liberais tem um escopo mais abrangente de sonhos, mais elementos fantasiosos (como voar) e que são menos apegados a realidade mundana.

Naturalmente, vozes levantaram-se tanto a favor como contra os resultados. Quem é a favor, afirma que os resultados não indicam nada além do que já é conhecido e quem é contra alega que a pesquisa não tem parcialidade científica e que tem interesse político (afinal, a pesquisa foi divulgada em plena campanha presidencial dos EUA).

Seja como for, para mim está bem claro óbvio. Posicionamento político é algo envolvente. Se a pessoa é conservadora, prefere que tudo fique do jeito que está, é natural que ela siga o ritmo natural da intrafisicalidade. Se é liberal, anseia e aprecia mudanças, se desliga um pouco da intrafisicalidade e dá abertura para o contato com outras dimensões.

Se você desejar ler a pesquisa original, clique aqui.

Notas

* “Melhor” no caso, é a pessoa que tem um sonho “certinho”, sem fantasias ou surrealismos, só rotina.

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Anúncios

Evento Ufológico em Brasília

Nesse final de semana, 20-21 de outubro, ocorreu o Segundo Encontro de Ufologia Avançada de Brasília. Compareci ao evento para inteirar-me acerca das novidades nesse campo. No passado, fui muito mais interessado pela Ufologia, mas hoje, devido a outras priorizações, acompanho o desenrolar das atividades ufológicas de longe.

De um modo geral, não vi nada realmente novo, afinal, já tenho muitos quilômetros rodados nesse campo. Não obstante, foi proveitoso pois colhi informações interessantes, fiz contatos. Uma das coisas que aprendi foram algumas dicas do Ricardo Varela, Ufólogo que tem por profissão trabalha no INPE – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, sobre como identificar falsos UFOs em fotografias:

-Objetos “pegos” em fotografias cuja coloração é preta ou marrom, em geral são insetos ou pássaros;

-Insetos e pássaros não se deslocam de forma retilínea;

-Movimentos com a câmera quando se fotograma uma fonte luminosa muitas vezes deixam um rastro igualmente luminoso;

-Fotos do sol podem gerar luzes devido ao reflexo do sol no interior das lentes da câmera;

-Fotos feitas através de uma janela de vidro de uma sala com as luzes acessas podem gerar reflexos no vidro que aparecerão na foto;

Para não fugirmos do foco desse blog, vou escrever algo sobre a Mônica Medeiros uma das palestrantes. Ela é médica por profissão e também  médium, trabalhando numa instituição espiritualista de São Paulo chamada Casa do Consolador. Mônica mantém contato regular com uma entidade extraterrestre chamada Xeniana que coopera com ela em um trabalho de cura realizado nessa instituição toda segunda-feira. Contou Mônica que o primeiro contato com Xeniana ocorreu em 2003 quando ela saia do banho enrolada em uma toalha e deparou-se com a extraterrestre no meio de sua sala. De imediato soube que era uma extraterrestre e, ato contínuo, pronunciou aquilo o que ela definiu como  “a frase de sua vida”: Abdução de toalha NÃO. 

Mônica contou que se comunica com Xeniana por meio de suas faculdades parapsíquicas – clarividência, clariaudiência, etc e por meio de projeções conscientes.

Para minha surpresa, uma imagem que criei para esse blog, postada no dia 15 de setembro, foi usado por outra apresentadora, Margarete Áquila, conforme pode ser visto abaixo.

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Chá de Camomila e Insights Hipnopômpicos

Experiências Fora do Corpo

O que chá de camomila tem  a ver com Insights Hiponopômpicos?

A hipnopompia é o estado diferenciado de consciência que surge entre o sono e o despertar para a vigília física, ocorrendo normalmente no início da manhã, ao término do último ciclo de sono. Esse estado assemelha-se a hipnagogia, sendo que esse último ocorre entre a transição da vigília para o sono.

O termo hipnopompia foi cunhado no seculo XIX pelo pesquisador psíquico Frederic Myers, um dos fundadores da SPR – Society for Psychical Research.

Quando o despertar ocorre durante a produção movimentos rápidos dos olhos (sono REM), em que a maioria dos sonhos ocorrem, o estado hipnopômpico às vezes é acompanhaoo pela persistência de imagens vívidas, atribuídas ao onirismo (sonhos). Embora a pessoa durante esse estado pareça estar totalmente acordada, as ondas cerebrais  indicam que, tecnicamente, ela está dormindo.  Além disso, a pessoa pode ser plenamente informada sobre essa situação, conforme demonstram experimentos realizados por diversos pesquisadores.

A incidência da hipnopompia varia conforme o sexo e a idade. Pesquisas demonstram que não são todas as pessoas que apresentam esses estado diferenciado. Algumas pessoas podem passar por ele com frequência, ao passo que outras raramente ou mesmo nunca.

Durante a hipnopompia a pessoas podem ter sensações auditivas, táteis ou visuais. A paralisia do sono (catalepsia projetiva) e o Estado Vibracional também pode ocorrer nesse momento.

Embora as sensações percebidas sejam atribuídas a sonhos ou alucinações, existem muitos relatos de pessoas que, durante esse estado, captaram ideias originais ou informações que lhes eram desconhecidas, demonstrando com isso que existe algo mais sério nesse estado do que simples sonhos.

De fato, alguns dos insights criativos atribuídos aos sonhos, na verdade, acontecem neste momento o despertar do sono REM.

Escritores em particular costumam perceber isso. Por exemplo Sir Walter Scott afirmou: “A meia hora entre o acordar e o levantar ao longo de toda a minha vida provou ser propícia para qualquer tarefa relacionada a minhas invenções. . . . Sempre que abria meus olhos as idéias desejadas se aglomeravam em cima de mim.*

Tenho com relativa frequência esse tipo de insight hipnopômpico. Por exemplo, o primeiro post desse blog, descrevendo a relação de Augusto de Hipona (Santo Agostinho) com as Experiências Fora do Corpo, é uma informação que obtive no estado hipnopômpico em maio de 2011.

A alguns dias tive mais um desses insights. Pouco antes de despertar de vez, vieram claramente a minha mente as seguintes palavras “estado extrafísica e chá de camomila…“.  Junto com as palavras veio a ideia que as duas coisas estavam relacionadas. Naturalmente fiquei intrigado. Resolvi experimentar. Dias depois, antes de dormir, peguei um pacotinho desse chá na despensa e  preparei-o numa xícara grande. Tomei e fui dormir. Propositadamente, não fiz qualquer exercício energético nem fixei alvo mental para que, qualquer coisa que acontecesse fosse produto do efeito desse chá.

Pois bem, não tive uma projeção consciente, contudo, tive várias projeções semiconscientes diferentes. Fui a locais em que não estivera antes e encontrei-me com pessoas com quem normalmente não tenho sonhos ou projeções. O que ocorreu de mais importante foi que, em dado momento, eu estava discutindo com uma pessoa que não vejo a muitos anos, diante de um grande quadro negro, desses que usamos em salas de aula, sobre um assunto bem específico relacionado a projeções conscientes.

A primeira impressão que tive ao despertar  foi que, se a lucidez não foi muito melhorada, isso aconteceu com a rememoração. Refletindo sobre o tema projetivo que discutia, fiquei intrigado. Até que ponto ele pode estar relacionado com os estudos e pesquisas que preciso fazer em conformidade com o que foi estabelecido em meu curso intermissivo? **  Indo mais longe…. teria sido a dica do chá uma intuição de um amparador a fim de mais facilmente passar a ideia desse tema para mim?

Comentei essa experiência com um colega que estava presente em uma dessas projeções semiconscientes. Infelizmente ele não tinha lembrança de nada que tenha ocorrido naquela noite. Alertou-me, entretanto, para o fato de que a camomila tem um efeito calmante*** e que alguns pais dão esse chá quando seus filhos pequenos estão muito agitados. Efetivamente, passei o dia seguinte a esse experimento num estado diferente de acalmia.

Repeti o experimento mais uma vez. Infelizmente não tive um dia tão bom quanto o anterior. Estava cansado e estressado a noite, antes de dormir. Dessa vez o chá não fez efeito algum. Preciso, portanto, repetir o experimento mais vezes, inclusive aplicando técnicas de mobilização de energias e alvo mental para reforçar as possibilidades de produzir uma EFC lúcida.

Naturalmente, se chá de camomila tivesse, por si só, algum efeito projetivo, a muito tempo saberíamos. Contudo, sob certas circunstâncias ele pode atual como mais um fator de otimização que facilite na obtenção de uma EFC.

Você leitor desse post, não gostaria de experimentar e depois relatar aqui se obteve algum resultado diferente do usual?

Notas:

* Conforme citado no livro Wisdom of the Ages at Your Fingertips

** O Curso Intermissivo é realizado durante o período intervidas com objetivo de preparar a consciência reencarnante para cumprir sua programação existencial.

*** Os efeitos da ingestão do chá de camomila incluem a redução de dores musculares, tensão menstrual, stress e insônia.

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

10 Mil Acessos

Experiências Fora do Corpo

Prezados leitores.

Após 1 ano e 5 meses, o Blog Fronteira Astral atingiu seu acesso de número 10.000!

Atualmente o Blog apresenta uma média de 30 acessos por dia, o que lhe confere uma média de 900 acessos mês.

Nos dias de pouco movimento são apenas 15 acessos e, nos picos, mais de 100.

Considerando o tema, muito específico e que abrange, portanto, um público relativamente restrito, esses números são satisfatórios para o cenário da Web Brasileira.

A todos vocês que vem aqui diariamente em busca de informações sobre experiências fora do corpo, muito obrigado!

Cesar de Souza Machado

07.10.2012