Classificação das Projeções Baseada no seu Alcance

Boletim Metaconsciência Número 10

À medida que a base de conhecimentos acerca das EFCs – Experiências Fora do Corpo – vai aumentando, é de se esperar que as informações sobre o fenômeno sejam enumeradas, organizadas e sistematizadas de diversas maneiras. Essas atividades ajudam a aumentar o entendimento sobre a rica fenomenologia associada e também a divulgar aquilo o que foi constatado sobre ela.

Nesse sentido, os esforços para caracterizar a fenomenologia projetiva ainda são poucos e limitados. Ainda há muito por ser feito.

Com objetivo de caminhar nessa direção, publiquei mais um Boletim Metaconsciência onde apresento uma classificação das EFCs baseada no seu alcance, em outras palavras, a distância que o projetor atinge do seu corpo durante uma EFC. A seguir transcrevo os principais pontos do artigo.

A classificação baseia-se nos relatos disponíveis na bibliografia das EFCs e propõe cinco níveis, identificados pelos alfanuméricos “D1” a “D5”, sendo “D1” referente às EFCs mais próximas ao corpo físico e “D5” as mais distantes. O emprego dessa identificação torna dispensável a utilização de termos como “nível”, “classe” ou “tipo“ que seriam obrigatórios caso fossem empregados apenas os algarismos 1 a 5. A letra “D” refere-se à palavra “distância” (português) ou “distance” (em inglês).

Classificação

D1 – EFCs com alcance limitado à esfera extrafísica de energias do projetor.

A “esfera extrafísica de energias” é um campo energético que circunvolve o projetor e que se estende a uma distância de 4 metros em todas as direções a partir do seu corpo físico. De um modo geral, pode-se dizer que esse espaço refere-se ao recinto físico onde se situa o corpo físico do projeto mas, conforme as circunstâncias, pode estender-se além desse local.

D2 – EFCs com alcance limitado a um raio de 400 metros da base física.

Muitas projeções limitam-se as dependências da casa, apartamento ou local físico onde se encontra o corpo do projetor, ou se estendem as suas proximidades imediatas. Assim, a distância de 400 metros foi arbitrada por ser 10 0vezes o raio da esfera extrafísica de energias.

D3 – EFCs onde a consciência atinge qualquer parte do planeta, seja na dimensão intrafísica, seja em qualquer dimensão situada na superfície terrestre ou em suas cercanias.

A maior parte das experiências descritas na bibliografia das EFCs ocorrem nesse nível, quando o projetor manifesta-se em locais mais ou menos distantes de sua base física que podem situar-se em qualquer lugar na dimensão intrafísica: outro bairro, cidade, estado, país ou continente. Esse nível também abrange EFCs onde o projetor manifesta-se sob as águas do oceano, voando pela atmosfera ou no subterrâneo. Também abrange as EFCs onde o projetor manifesta-se em dimensões extrafísicas crostais, localizadas nas proximidades da dimensão intrafísica, tratando-se, portanto, de distritos extrafísicos pouco evoluídos.

D4 – EFCs onde a consciência atinge dimensões extrafísicas mais evoluídas, situadas em faixas acima da dimensão extrafísica crostal terrestre.

Essas experiências caracterizam-se pelo acesso do projetor a distritos extrafísicos mais evoluídos do que a média dos padrões aceitos hoje pela humanidade.  São dimensões povoadas por consciências equilibradas e que apresentam padrões energéticos mais sutis e claramente superiores aos encontrados nas dimensões crostais.

D5 – EFCs onde a consciência atinge outros planetas (exoprojeção) ou onde ela manifesta-se, por meio do mentalsoma, em dimensão completamente desvinculada do cenário terrestre.

Nesse nível ocorrem às projeções a outros planetas, sejam de nosso sistema solar sejam  em exoplanetas. Nessas experiências, raras, o projetor emprega o psicossoma muito sutilizado, quase sempre guiado por amparadores extrafísicos ou emprega apenas o mentalsoma. Esse nível também se aplica as EFCs de mentalsoma quando a consciência se manifesta em dimensões cuja localização talvez não possa ser determinada, mas que tem como característica a dissociação com qualquer cenário ou padrão de energias da superfície terrestre.

Aplicando a Classificação

Para demonstrar a aplicação dessa classificação, selecionamos os relatos do livro Projeções da Consciência, escrito por Waldo Vieira e publicado em 1981. Esse livro trás os relatos bem detalhados de 60 experimentos projetivos realizados por esse autor no ano de 1979. O gráfico apresentado a seguir mostra o resultado da classificação do alcance para os relatos desse livro.

Análise das Experiências do Livro Projeções da Consciência

Conclusão

A aplicação da classificação das EFCs com base no seu alcance foi criada para facilitar a pesquisa e a comunicação de eventos projetivos. O emprego dessa classificação em outras obras ou nas  EFCs dos próprios leitores (autopesquisa) evidenciará ou não sua utilidade.

Para saber mais – Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Anúncios

3 comentários sobre “Classificação das Projeções Baseada no seu Alcance

    • Olá

      Com relação a projeções no passado, elas não existem. O que acontece são retrocognições (lembranças de outras vidas) e o acesso do projetor a distritos extrafísicos que, por algum motivo, estão emulando cenários e situações que ocorreram no passado. Alguns desses locais tem finalidades educativas e outros justamente o contrário.

      Com relação a projeções no futuro, a coisa é bem complexa. Sabemos que muitas coisas que estão por acontecer na Terra são planejadas e ensaiadas antecipadamente no extrafísico. Então o projetor pode simplesmente assistir a um desses eventos. Outra possibilidade é um local de emule algo do futuro, tal como ocorre com o passado (vide o parágrafo acima). Existem ainda as projeções de formas pensamento de consciências que as vezes externam apenas seus pontos de vista, desvinculado da realidade, sobre eventos que supostamente acontecerão no futuro. Por fim, se forem excluídas todas essas possibilidades, o que se verá é que sobram bem poucos casos onde a consciência parece realmente extrapolar a barreira do tempo e perceber eventos que ocorrerão no futuro. E isso realmente parece acontecer, mas não é sempre. O mais comum é ocorrerem essas outras situações.

      Espero ter sido suficientemente claro. Em tempo: tenho experiências práticas em todas essas situações que citei, de forma que não estou apenas discorrendo teoricamente.

      Abraço

      Cesar Machado

  1. as dimensões extrafísicas crostais, são povoadas por consciências extrafísicas pouco evoluídas, que ainda não sabem que dessomaram (desencarnaram)?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s