O Tempo durante uma Projeção é o Mesmo Tempo Real?

Sensação da passagem do tempo

A sensação da passagem de tempo durante uma EFC – Experiência fora do Corpo, em um sonho Lúcido ou mesmo em um sonho comum pode não ser a mesma do tempo real, transcorrido na dimensão intrafísica.

Isso pode ser facilmente constatado por meio da consulta da bibliografia relativa a esses estados diferenciados de consciência. Durante uma projeção consciente, percebemos que a sensação de tempo transcorrido pode ser igual ou muito maior do que o tempo real. O leitor nem precisa ir muito longe. Em um post recente que fiz no último Natal, relato uma experiência assim.

Para ilustrar esse efeito, podemos recorrer ao filme Inception, onde os personagens podem alcançar horas ou até mesmo dias de atividades durante um sonho lúcido no período de poucos minutos te tempo real.

Mas, então surge o seguinte questionamento: pode a sensação de tempo, durante esses estados diferenciados de consciência seguir no sentido contrário também, fazendo com que durante uma experiência percebida como normal tenha transcorrido durante um tempo real bem maior?

Pesquisas realizadas em 2004 por Daniel Erlacher na Universidade de Berna (Suiça) indicam exatamente isso.

Erlacher realizou experimentos onde um grupo de 15 pessoas recebeu a tarefa de, inicialmente, fazer pequenas caminhadas dando 10, 20 e 30 passos. Depois, os participantes tinha que, durante um sonho lúcido, reproduzirem a caminhada. Por meio de movimentos oculares previamente combinados, os sonhadores informavam aos pesquisadores que monitoravam seus sonhos sobre o progresso que faziam ao dar cada passo. Foram utilizados diversos instrumentos para coleta de dados: EEG (C3-A2, C4-A1), EOG (eletro-oculograma), EMG submental e ECG.

Os resultados do experimento mostraram que embora a sensação de tempo transcorrido para os sonhadores tenha sido normal, comparando o tempo que eles empregaram para caminhar com o realizado durante os sonhos lúcidos, constatou-se que nessa última condição levaram 30% mais tempo para contar e 50% mais tempo para caminhar do que quando estavam acordados. Então, segundo Erlacher, pode ocorrer no mundo dos sonhos o oposto ao mostrado no filme Inception, ou seja, um retardamento da capacidade cognitiva.

Mais detalhes sobre os experimentos estão disponíveis nesse link.

Essa pesquisa e seus resutados levam-me a supor o seguinte. A causa do retardamento da capacidade cognitiva poderia ser causada pela proximidade dos experimentadores com o corpo físico, situação em que a atuação energética desse, assim como do energossoma, sobre o psicossoma (o corpo astral) é muito grande.

Em EFCs lastreadas pelo energossoa, o projetor sai do corpo carregando muita energia densa proveniente desse corpo. Seus movimentos são lentos e custosos, como se o corpo extrafísico estivesse muito pesado (e de fato está), a capacidade cognitiva e as percepções ficam limitadas. Sei disso tanto pela teoria quanto pela prática pois já tive experiências assim.

Para saber mais – Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s