Verdades e Mentiras oriundas da Dimensão Extrafísica

Fronterirastral-42

Deparei-me, dias atrás, em uma das diversas listas de discussão das quais participo, com uma mensagem irritada de uma pessoa que questionava a validade das informações colhidas durante projeções conscientes. Segundo ele, com frequência, ou sempre, essas informações são equivocadas, frutos de mistificações de consciências extrafísicas ou da arrogância dos projetores que as divulgam como se fossem verdades incontestáveis.

Refletindo sobre esse assunto, resolvi então escrever algo sobre isso.

Informações sobre a dimensão extrafísica podem ser obtidas das seguintes formas:

  • Pela via mediúnica: Psicografia, psicofonia, etc.
  • Pela via anímica: Projeções conscientes, clarividência, clariaudiência e outras captações.

As informações, de qualquer tipo, podem ser objetivas ou subjetivas. Informações objetivas se baseiam em um ponto de vista intersubjetivo, isto é, que podem ser verificadas por diferentes sujeitos. Informações subjetivas são aquelas que se baseiam no ponto de vista de um único sujeito, sendo influenciadas por sua capacidade de percepção assim como por seus interesses e desejos particulares.

A ciência fundamenta-se em informações objetivas, aquelas que podem ser verificadas por meio de experimentos ou observação.

A subjetividade das informações está presente em toda parte em nosso dia a dia.

Imagino que você leitor, talvez já tenha participado de um jogo na escola onde um evento ou discurso é apresentado para uma turma de alunos para que eles descrevam-no depois, por escrito. Aparecem tanto descrições parecidas como algumas bem diferentes. Depende da capacidade perceptiva de cada pessoa e no que ela estava focando sua atenção durante o evento.

Outro jogo semelhante é aquele em que uma pequena história é contada para um aluno diante da turma. Depois ele precisa repetir a história para outro aluno que aguardava fora da sala. Esse por sua vez repete o procedimento, contando a história que ouviu e assim sucessivamente, até que, após certo número de repasses da informação, essa acaba ficando incrivelmente distorcida, incompleta e reduzida diante da turma que conhecia a história original.

Essas demonstrações simples mostram como a objetividade de uma informação pode perder-se rapidamente.

No que diz respeito as informações sobre a dimensão extrafísica que são captadas por meio de parapsiquismo, esse princípio não somente é real como muito mais acentuado. Afinal, via de regra, seja por meio de uma EFC – Experiência Fora do Corpo – seja por outra via, a informação é captada por uma única pessoa, tornando a verificação difícil senão impossível.

Dentre os motivos para a imprecisão das informações colhidas em EFCs temos:

  • A individualidade da experiência
  • A redução da lucidez durante a EFC, que se apresenta inferior a lucidez da vigília
  • A rememoração incompleta da EFC
  • A dificuldade em assimilar certos conceitos ou palavras expressadas na dimensão extrafísica
  • A atuação de consciências extrafísicas mistificadoras ou simplesmente mal informadas

Dessa forma, pode-se constatar que tem projetores que falam e escrevem bobagens, principalmente na Internet. Na maior parte das vezes, seus equívocos decorrem da pouca experiência quanto a projetabilidade lúcida e da precipitação em divulgar essas informações.

Isso ocorre com mais frequência fora do Brasil. Por exemplo, vejo muitos sites de norte-americanos que comercializam seus livros e cursos sobre EFCs afirmando que as experiências projetivas podem ser usadas para “diversão e sexo livre e inofensivo” fora do corpo!

Aqui no Brasil, em listas de discussão, volta e meia aparece alguém com alguma afirmação (ou “revelação”) estapafúrdia colhida na dimensão extrafísica.

As informações coletadas por projetores na dimensão extrafísica são mais subjetivas do que aquelas colhidas na vigília? Sim, são.

Quando a pessoa é novata quanto ao parapsiquismo ou, se ela nunca exercitou bem o senso crítico, é possível que ela venha a crer em qualquer afirmação.

No extremo oposto da credibilidade impensada, está a descrença total, o jogar-se tudo e todos no mesmo saco, como se somente houvessem erros e mistificações no campo das EFCs.

Então é preciso sermos críticos quanto a tudo o que se refere  a informações oriundas de captações parapsíquicas, sejam anímicas, como as ocorridas em EFCs sejam por outras vias.

A pessoa que já leu, já estudou muito sobre o assunto e, principalmente, se já teve certo número de EFCs lúcidas, consegue rapidamente discernir sobre o grau de correção de uma informação colhida no extrafísico. Dependendo do caso, junto com a informação pode vir inclusive uma assinatura energética que ateste a veracidade da informação.

Por fim, um projetor veterano normalmente divulgará apenas uma pequena parcela das informações que obtiver na dimensão extrafísica, seja porque elas afetam outras consciências, seja porque são irrelevantes, seja porque ele não segurança quanto a autenticidade ou correção das mesmas.

Fica o recado para você leitor, caso ainda seja um novato nesse campo: Existem informações corretas, mas, é necessário usar o senso crítico permanentemente para separar o joio do trigo, as informações boas, daquelas equivocadas ou duvidosas.

Para Saber Mais

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

Experiências Fora do Corpo: O Guia do Iniciante

www.metaconsciencia.com

www.estadovibracional.com

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s