Diferentes Abordagens das EFCs

FA200

Olá Pessoal

Esse é um post especial, o centésimo desde que o blog foi criado em maio de 2011.

Com isso, desde então, temos uma média de aproximadamente 1 post por semana.

Obrigado a todos pela audiência!

Cesar de Souza Machado

.

Diferentes Abordagens das EFCs

A Abordagem do Espiritismo

Alan Kardec, criador do espiritismo, dedicou um capítulo inteiro do Livro dos Espíritos às EFCs que ele denominou “Estado de Emancipação da Alma”.

No Brasil, os espíritas empregam o termo desdobramento para descrever as EFCs. O emprego desse termo, considerado inapropriado, assim como o assunto EFCs é muito discutido no meio espírita.

De um modo geral, os espíritas dão pouco valor as EFCs pois trata-se de uma experiência pessoal e o foco do espiritismo está na experiência mediúnica que possa ser monitorada dentro de uma instituição espírita.

As EFCs são, portanto, desencorajadas. A falta de estudo das próprias obras espíritas faz com que muitos espíritas acreditem serem as EFCs causadoras de  todo tipo de desequilíbrios e malefícios.

Uma exceção ocorre com a Apometria, uma linha heterodoxa de espiritismo que emprega as EFCs em conjunto com a mediunidade como forma de realizar tratamentos terapêuticos espirituais.

A Abordagem da Projeciologia

A Projeciologia é uma abordagem com proposta científica, criada com o objetivo de pesquisar as EFCs. Para as demais ciências convencionais, contudo, conforme reconhece seu propositor, os procedimentos da Projeciologia caracterizam-na como uma pseudo-ciência(1). Isso ocorre devido a Projeciologia seguir um paradigma diferente das ciências tradicionais. Por exemplo, a autopesquisa, inadmissível para as ciências convencionais, é um princípio básico da Projeciologia.

Isso decorre do fato da Projeciologia adotar um arcabouço de proposições estruturadas a partir de um Paradigma Consciencial, cujos pressupostos são distintos do paradigma cartesiano empregado pela Ciência.

As principais características da abordagem projeciológica são a objetividade na descrição dos fenômenos, o emprego de uma vasta terminologia própria criada para descrever todos os processos relacionados às EFCs e o foco na autopesquisa.

Se por um lado o foco da autopesquisa traz um resultado prático para o pesquisador, a ausência da pesquisa formal, por exemplo, consolidando os resultados das diversas autopesquisas, dificulta o avanço da Projeciologia como uma Ciência.

A divulgação da Projeciologia é feita fundamentalmente por meio de cursos e palestras realizadas em diversas cidades do Brasil e também do exterior pelo IIPC e outras Instituições Conscienciológicas.

A Abordagem da Parapsicologia

Para a Parapsicologia, uma ciência criada com o propósito de pesquisar os fenômenos psíquicos ou paranormais, as EFCs são pesquisadas no âmbito dos fenômenos sugestivos da sobrevivência da consciência após a morte do corpo físico.

Na Parapsicologia denomina-se agente psi qualquer pessoa que produza um fenômeno paranormal tal como a EFC.

Tendo gozado por um curto período de tempo do status de ciência oficial nos EUA (1953 a 1969), a Parapsicologia é questionada por não ter conseguido demonstrar de forma científica seus pressupostos, tais como os relacionados às EFCs, conforme as exigências do paradigma cartesiano.

A Abordagem da Ciência

A Ciência não tem como explicar as EFCs, pois essas não cabem no paradigma vigente, materialista e cartesiano, logo, a postura comum é simplesmente ignorar o assunto.

Quando muito, as EFCs são encaradas como desvios comportamentais, distúrbios neurológicos, hipóxia (falta de oxigênio no cérebro que pode ocorrer durante EQMs) ou esquizofrenia.

Pesquisas laboratoriais são realizadas de tempos em tempos, sempre com o objetivo de demonstrar que o fenômeno não passa de algum tipo de alucinação.

EFCs conjuntas (dois ou mais projetores que se encontram fora do corpo e relatam as mesmas vivências) são fenômenos rigorosamente ignorados pela Ciência, pois não podem ser enquadrados nos casos acima e põe em xeque o paradigma vigente.

O mais próximo que a Ciência chega das EFCs é por meio do estudo dos sonhos lúcidos, tratado apenas como mais um estado diferenciado de consciência.

Provavelmente, será por meio do estudo das EQMs, um fenômeno projetivo universal cada vez mais difícil de ser ignorado, que a Ciência acabará admitindo a existência da consciência, os fenômenos projetivos e todo um novo universo de fenômenos parapsíquicos.

(1) Tertúlia Conscienciológica, Aula 2173, Crescendo Eletronótica-Conscienciologia, 10.01.2012. Trecho específico disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=VQi1INKKbn0

Para Saber Mais

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

www.metaconsciencia.com

www.estadovibracional.com

 Livros:Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “Diferentes Abordagens das EFCs

  1. Dou-lhe os meus parabéns pelo seu empreendimento de esclarecimento e divulgação da temática projetiva feitas através deste Blog.

    Sucesso!

    Cordialmente, Alexandre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s