Aconteceu no Carnaval

Fronteirastral-41

Mais um Carnaval se aproxima e sempre que isso acontece lembro-me de um caso ocorrido em um Carnaval com o paranormal Waldo Vieira que me foi contato por um amigo comum.

O caso ocorreu há muitos anos. Era Carnaval e Vieira estava em sua residência na cidade do Rio de Janeiro. Possuidor de grande facilidade para ter experiências de projeções lúcidas, Vieira teve um experimento projetivo certa noite onde, logo que se viu fora do corpo, deslocou-se para fora de sua residência (um apartamento no bairro de Ipanema).

Assim que o fez, ele foi subitamente atirado a enorme distância daquele ponto. Quando deu por si, percebeu que estava bem distante da sua base física, nas cercanias da cidade. Ao tentar voltar ao seu ponto de partida, percebeu que poderoso fluxo de energia impedia-o.

Procurando descobrir a causa desse fenômeno, acabou por constatar que um poderoso dispositivo extrafísico, um aparato tecnológico, havia sido posicionado sobre a cidade do Rio de Janeiro com a função de emanar um forte campo energético com objetivo de afastar das imediações extrafísicas da cidade, naquela dimensão, toda e qualquer consciência que dali se aproximasse.

Tal medida teria sido tomada devido aos excessos que são cometidos durante o Carnaval nessa cidade. Boa parte da população intrafísica, em íntima comunhão com a população extrafísica entregava-se a todo tipo de excessos, aumentando as chances de ocorrência de todo tipo de tragédias, de acidentes a mortes.

Aquele aparato, portanto, era empregado para mitigar os riscos, evitando que mais consciências extrafísicas doentias fossem atraídas para a cidade pelo padrão energético que a população da cidade apresentava naqueles dias, piorando ainda mais a situação estabelecida.

O tempo passou e creio que as coisas não mudaram muito. É provável que expedientes como esse ainda sejam empregados não somente no Rio como em outras grandes cidades do Brasil e do mundo com objetivos semelhantes, seja no Carnaval, seja noutras ocasiões.

Não faço campanha contra o Carnaval mas, pessoalmente, aproveito para fazer qualquer coisa nessa ocasião, exceto “brincar o Carnaval”. Motivos não me faltam.

Para saber mais – Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s