Ir a Marte

Fotografia as Superfície de Marte - Sonda Spirit - 2007 - Crédito: NASA

Fotografia da superfície de Marte – Sonda Spirit – 2007 – Crédito: NASA

Imagine que você leitor, ganhasse um bilhete para ir a Marte, imediatamente, amanhã, digamos, no Mars-one, naquele Big Brother que estão imaginando na Holanda para levar pessoas esse planeta.

Se durante a viagem você tivesse tempo para ler algo sobre como sobreviver na superfície do planeta vermelho, certamente estaria em situação melhor do que outro passageiro que nem isso fizesse, que deixasse os manuais de lado para ver, na “Hora H, o que fazer.

Como se locomover? A gravidade terá o mesmo efeito sobre o corpo? Como respirar? Pode-se ficar sem traje espacial pressurizado na superfície? Como proteger-se do sol? Preciso preocupar-me em usar proteção para os olhos ou tem algo mais sério além disso, as tais tempestades solares? Existe água para se beber ao alcance? Como obter alimentos? A temperatura é muito diferente? A duração dos dias e noites é parecida? Micrometeoritos são uma ameaça? Existe vida nativa no planeta? Pode ser prejudicial a nós? Os processos de sono, a absorção de energias extrafísicas ocorrerá do mesmo jeito que na Terra? Como isso tudo nos afetará?

Ter EFCs – Experiências Fora do Corpo – assemelha-se ter que ir, subitamente ao planeta Marte. Podemos nos preparar lendo tudo o que existir sobre o assunto, assistindo vídeos e até fazendo simulações. Mas, somente quando chegarmos lá é que vamos comprovar o quanto os livros, videos e simulações estavam corretos ou não. Podemos nos deparar com um “sem número” de situações que ninguém pensou em descrever antes.

Diante de situações novas, inusitadas, estranhas, urge não darmos vazão ao temor, ao desequilíbrio da mente e da lucidez. Precisamos pensar com calma qual a solução para as situações com que nos deparamos, ou, as vezes, pelo contrário, nem pensar, mas agir com rapidez, de forma direta e decisiva.  Essas posturas, a análise sistemática de problemas ou a decisão rápida, serão necessárias para que os pioneiros sobrevivam em Marte e também são necessárias para os projetores não sofram desnecessariamente com certos eventos extrafísicos.

Exemplificando. Digamos que encontremos consciências doentias fora do corpo que nos confrontem. Podemos manter a calma, analisar a situação e confrontá-las ou decidir retornar ao soma imediatamente no melhor estilo “saída estratégica”.

Para Saber Mais

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

Experiências Fora do Corpo: O Guia do Iniciante

www.metaconsciencia.com

www.estadovibracional.com

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s