Ingo Swann faz sua Projeção Final

FA180

O artista e autor Ingo Swann, mais conhecido por seu trabalho em torno da visualização remota (remote viewing), realizado no início da década de 1970 (Projeto Stargate), passou pela desativação do seus corpo físico (morte) e projeção final em 1 de fevereiro de 2013.

Nascido em 14 de setembro de 1933 em Telluride, Colorado, Swann tinha 79 anos de idade. Além de suas obras artísticas, deixou vários livros sobre visualização remota e sobre visitas de alienígenas na Terra.

Em declaração a George Filer, Swann afirmou que não se identificava como um vidente, mas como um pesquisador da consciência e que a maioria das pessoas podiam ser ensinadas a para torarem-se visualizadores remotos, embora algumas pessoas tenham uma capacidade inata maior do que outras.

Swann ajudou a desenvolver o processo de visualização remota no Stanford Research Institute em experimentos que chamaram a atenção da inteligência dos EUA. Posteriormente, Trabalhando com os pesquisadores Russell Targ e Puthoff E. Harold e com financiamento da CIA, Swann introduziu o fornecimento das coordenadas geográficas com relação a suas observações à distância.

Segundo esses pesquisadores as habilidades de visualização remota de Swann eram muito maiores do que a pessoa média. Ele escolhia um conjunto de coordenadas geográficas e se concentrava no que estava ocorrendo nesse ponto. Ele podia visualizar as imagens na mente e então fazia um esboço do que percebia. Sua visualização remota era correta, provavelmente em 95% dos casos e a das pessoas que ele treinou durante o Projeto Stargate eram corretas em 85% dos casos.

Uma de suas famosas visualizações ocorreu em 1973 quando relatou que o planeta Júpiter tinha anéis. Este fato era desconhecido para os astrônomos da época, mas foi confirmado pela Voyager 1 em 1979 (veja ilustração acima).

Em sua casa, Swann criou enormes murais de cenas extraterrestres com OVNIs. Ele, pessoalmente, tinha visualizado OVNIs enormes e estranhos, afirmando que havia presença alienígena na Lua e na Terra.

Swan afirmou para pessoas do seu círculo de relacionamentos que, após sua morte, tentaria fazer contato com elas “a partir do outro lado”.

Nota

A visão remota é a projeção de capacidade visual da consciência e normalmente está associada a uma projeção de corpo mental.

Para Saber Mais

Experiências Fora do Corpo – Fundamentos

www.metaconsciencia.com

www.estadovibracional.com

Livros:

Livro Estado VibracionalLivro Experiências Fora do Corpo - Fundamentos

 

 

 

 

 

Anúncios

4 comentários sobre “Ingo Swann faz sua Projeção Final

  1. Ele, o Ingo Swann, foi para mim um dos mais inspiradores sensitivos que pude tomar conhecimento nesta existência. Construiu toda sua visão singular da vida através de suas próprias vivências anímicas e parapsíquicas, sem envolvimentos maiores com doutrinas ou escolas espiritualistas de qualquer denominação. Suas experiências com o emprego da visão remota fez história e ensejou a criação de um método de desenvolvimento desta faculdade para neófitos, por iniciativa dele junto com a equipe de cientistas que estudaram suas habilidades incomuns. Foi um dos sensitivos mais exaustivamente investigados e fez história nos anais das pesquisas para-psicológicas.

    Interessante e recomendável é a leitura de sua autobiografia: “Remote Viewing – The Real Story” que foi publicada diretamente na internet e incluem diversos relatos sobre alguns dos mais conhecidos episódios de sua carreira. Célebre também foi um artigo traduzido para o português numa antiga edição da revista Planeta na década de oitenta em que o mesmo tecia comentários a respeito da parapsicologia, afirmando que ela estava “morrendo” e explicava porque pensava assim.

    Rendo a ele as minhas homenagens e celebro sua rica e proveitosa existência. Valeu Swann!

  2. Olá Priscila.

    Recomendo a leitura do Projeciologia que contem bastante material sintetizado sobre o assunto, recolhido em várias obras pelo autor.

    Na página 376 da 1a Edição, especificamente, temos 4 explicações possíveis para a clarividência viajora:

    Suposição. Como exemplo, suponhamos que quatro projetores encarnados procurem visitar extrafisicamente um homem-alvo, enfermo, numa cidade distante:

    a. Comum. A consciência do primeiro projetor deixa o corpo humano inanimado e sai pelo psicossoma leve, com plena lucidez, localiza o homem-alvo e relata, depois, que transmitiu, aparentemente sozinha, um passe energético (V. cap. 201) na área gastrintestinal do assistido.

    b. Assistida. A consciência do segundo projetor, deixando o corpo humano inanimado, sai pelo psicossoma denso, lastreado pelas energias do duplo etérico, na condição semiconsciente, assistida por amparador (V. cap. 187), e vai até o homem-alvo que recebe as energias de ambos — o projetado e o amparador — nada relatando quanto a pormenores da experimentação
    extrafísica porque não se recorda.

    c. Clarividência. A consciência do terceiro projetor, sem perder a continuidade da própria lucidez e o controle psicomotriz do corpo humano, sai instantaneamente pela clarividência viajora (V. cap. 43), vai até o homem-alvo e fala que vê o interior do organismo dele através da
    heteroscopia extrafísica (V. cap. 52), identifica uma úlcera gástrica e diz que, por fim, transmitiu .energia em toda a área orgânica afetada do paciente.

    d. Mental. A consciência do quarto projetor deixa o corpo humano inanimado retendo o duplo etérico e o psicossoma e, na condição de consciência puntiforme (V. cap. 190), entra, extrafisicamente, no cérebro do doente-alvo e, depois do retorno afirma ter socorrido energeticamente o paciente, portador de úlcera gástrica, através da melhoria dos seus pensamentos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s